Magnésio

CLORETO DE MAGNÉSIO | Benefícios e Contraindicação

O cloreto de magnésio é um suplemento mineral encontrado dissolvido na água do mar; é um sal inorgânico em forma de cristais incolores e com sabor bem amargo. Esse composto químico é indicado para tratar diversos problemas provocados pela deficiência de magnésio no organismo.

O magnésio é um mineral fundamental para manter nosso corpo funcionando corretamente. Ele é responsável pelas mais diversas reações bioquímicas e essencial para prevenir diversos problemas de saúde. É importante para a manutenção dos fluidos nos vasos sanguíneos, dos músculos, ossos e transmissões nervosas, além de regular a pressão arterial, o açúcar no sangue e manter o bom funcionamento das funções renal e imunológica.

Leia mais »

Neurite óptica

NEURITE ÓPTICA | O que é? – Sintomas – Tratamento

O nervo óptico funciona como um condutor que leva os sinais visuais captados pelo olho até o cérebro. Quando esse nervo sofre uma inflamação, essa transmissão se torna ineficiente diminuindo a capacidade de se identificar a forma e o contorno de objetos, e provocando perda da visão. Esse problema é chamado neurite óptica.

A neurite óptica ocorre quando há desmielinização do nervo, ou seja, uma alteração em sua camada mais externa. Esse problema surge de repente e, geralmente, em apenas um dos olhos. A perda temporária da visão pode ser total ou discreta, quando atinge apenas uma parte do campo visual. É comum, também, o paciente sentir dor ao movimentar a órbita ocular.

Leia mais »

HIPERTROFIA DE ADENOIDES | O que é? – Sintomas

Para entendermos o que é a hipertrofia de adenoides, primeiramente é importante sabermos o que é a adenoide. Afinal, é muito comum as pessoas acreditarem que adenoide é um tipo de doença, mas não é.

As adenoides são duas glândulas que, junto com as amídalas compõem o sistema imunológico e são a primeira frente de defesa do organismo contra germes, bactérias e vírus. Elas também produzem anticorpos e ajudam no combate de infecções.

Leia mais »

COMER BATATAS FRITAS PODE AUMENTAR O RISCO DE MORTE

O consumo de batata frita está aumentando em todo o mundo. Em 2014, os americanos consumiram uma média de 50 kg de batatas por pessoa, sendo que 15 kg eram batatas frescas e os restantes 35 kg foram processadas. De acordo com o Departamento de Agricultura dos EUA, a maioria das batatas processadas que os americanos comem são batatas fritas.

As pessoas que comem batatas fritas duas ou mais vezes por semana duplicam o risco de morrer precocemente em comparação com aqueles que as evitam, revelou um estudo recente publicado no American Journal of Clinical Nutrition. Comer batatas que não foram fritas não estava associada a um risco de mortalidade precoce semelhante, observaram os pesquisadores.

Leia mais »

Gorduras saturadas por insaturadas

SUBSTITUIÇÃO DAS GORDURAS SATURADAS POR INSATURADAS | Doença Cardiovascular

Neste texto iremos mostrar que a substituição da ingestão de gorduras saturadas por insaturadas, especialmente gorduras poliinsaturadas, diminui a incidência de doença cardiovascular. A doença cardiovascular é a principal causa mundial de morte, representando 17,3 milhões de mortes por ano. O tratamento preventivo que reduz a doença cardiovascular até mesmo em uma pequena porcentagem pode reduzir substancialmente, a nível nacional e global, o número de pessoas que desenvolvem doença cardiovascular e os custos de atendê-las.

Este conselho presidencial da American Heart Association sobre gorduras alimentares e doença cardiovascular analisa e discute a evidência científica, incluindo os estudos mais recentes, sobre os efeitos da ingestão dietética de gordura saturada e sua substituição por outros tipos de gorduras e carboidratos na doença cardiovascular.

Leia mais »

Ômega 3

ÔMEGA 3 | Benefícios e Riscos

Há alguns anos o ômega 3 vem ganhando adeptos e a propagação de ser um dos grandes aliados da boa saúde fez surgir no mercado uma quantidade expressiva de suplementos que lota as prateleiras de drogarias e lojas de produtos naturais. Mas, você sabe o que é ômega 3, quais os seus reais benefícios para a saúde e as contraindicações?

O ômega 3 é um conjunto de ácidos graxos da família dos poli-insaturados e sua composição contém três tipos diferentes: o alfa-linolênico (ALA), o eicosapentaenoico (EPA) e o docosahexaenóico (DHA). Esses ácidos, que atuam na proteção da saúde cardiovascular e das funções cerebrais, não são produzidos por nosso organismo e só podem ser obtidos através da alimentação ou de suplementos especiais.

Leia mais »

Cistos nos ovários

CISTOS NOS OVÁRIOS | Principais causas

O cisto é uma membrana, uma espécie de bolsa, com acúmulo de liquido ou semilíquido em seu interior e pode surgir em qualquer parte do corpo humano. No caso dos cistos nos ovários, eles aparecem dentro ou na superfície do ovário. O cisto no ovário é bastante comum em mulheres em idade fértil, que vai da puberdade à menopausa; quando é pequeno muitas vezes passa desapercebido por não apresentar sintomas e pode desaparecer espontaneamente em pouco tempo.

Leia mais »

Reposição hormonal na menopausa

REPOSIÇÃO HORMONAL NA MENOPAUSA | Riscos e Indicações

Menopausa é a fase na vida da mulher quando terminam os ciclos menstruais. Neste momento, os ovários param de liberar os óvulos e de produzir os hormônios estrogênio e progesterona. A menopausa geralmente ocorre entre as idades de 45 e 55 anos, sendo a idade média de 51 anos. Neste momento poderá ser iniciada a reposição hormonal na menopausa.

Leia mais »

FASCITE PLANTAR | O que é? Causas – Sintomas – Prevenção

A dor aparece pela manhã, logo ao levantar da cama, colocar os pés no chão e dar os primeiros passos. Atinge o meio da sola do pé e pode chegar ao calcanhar; é pior no início da caminhada, mas melhora com o tempo. Pode aparecer também à noite ou após longos períodos em pé. O nome desse problema, um dos mais comuns que atingem os pés, é fascite plantar.

Neste texto iremos explicar o que é a fascite plantar, quais são as suas causas, sintomas e forma de prevenção.

Leia mais »

SARCOPENIA

Os músculos são os responsáveis pelos movimentos e estabilidade do nosso esqueleto e atingem o seu pico de força entre os 20 e 30 anos de idade, além de representarem entre 40% e 50% do nosso peso total.

Mas, com o passar dos anos nosso organismo vai perdendo massa, força e qualidade muscular num processo involuntário, gradual e progressivo que a medicina chama de Sarcopenia.

Leia mais »

Medifoco - O Nosso Foco é a sua Saúde