ALEITAMENTO MATERNO | A Importância de amamentar seu bebê

Por: Marina Zanetti | Texto Aprovado pelo Conselho Médico do MediFoco
Atualizado em 31/08/2012

PUBLICIDADE

 

O aleitamento materno é uma das formas mais eficazes de cuidar de uma criança, já que ao mesmo tempo em que o alimenta a mãe estabelece fortes laços afetivos.

O leite materno é um alimento completo, fornecendo todos os nutrientes necessários para o bebê nos primeiros meses de vida, além de fornecer também anticorpos que são os responsáveis por prevenir diarréias, alergias e até mesmo infecções respiratórias.

Durante os primeiros seis meses de vida, o aleitamento materno deve ser exclusivo, não havendo necessidade de complementar a alimentação da criança, nem mesmo com água

Mas e o leite fraco?

Existem ainda hoje grandes mitos relacionados à amamentação e o principal deles é em relação ao leite fraco, não existe leite fraco, não existe necessidade de trocar o leite materno por leite de outros animais, como de vaca ou de cabra. Só o leite materno possui a quantidade ideal de proteínas, açúcares e gorduras para o correto desenvolvimento de uma criança e só ele é capaz de proteger o bebê contra vários tipos de complicações.

Tal mito surgiu devido à amamentação incorreta e ao fato das mães acreditarem que seu leite não está sustentando seu filho porque ele chora muito e tem fome toda hora.

Qual a forma correta de amamentar?

Quando a mãe vai amamentar seu filho, ela deve ficar atenta a alguns fatores:

- PUBLICIDADE -

– A criança deve abocanhar toda a aréola da mama (toda a região mais escura) de forma que seu queixo encoste-se ao peito e seu nariz fique livre para poder respirar durante as mamadas;
– A posição ideal é barriga-barriga, ou seja, a barriga do bebê deve estar em contato com a barriga da mãe.
– A mãe deve deixar que a criança esvazie toda a mama antes que ela ofereça outra, e a forma de observar isto é quando o bebê solta o peito, só então ofereça a outra mama. É importante que ele mame o leite completo, pois o leite inicial é rico em proteínas e só ao final é que existe o leite mais gorduroso, ideal para o ganho de peso da criança.
– Deve ser evitado o oferecimento de chupetas e mamadeiras, além de causarem futuros problemas odontológicos, desestimulam a criança a sugarem o leite da peito.
– O principal: não existem horários para amamentar um bebê, este deve ser amamentado em livre demanda, ou seja, toda hora que ele tem fome, ele deve mamar. As mamadas da noite são mais cansativas para a mãe, porém são tão necessárias quanto as mamadas durante o dia, pois é a noite que existe o principal estímulo para a liberação do leite durante o dia, é a noite em que há produção de hormônios para produção do leite materno.
– Só haverá leite se houver estímulo, quanto mais a criança mamar, mais leite a mãe irá produzir.

Quem não pode amamentar?

Todas as mães são aconselhadas a amamentarem seus filhos pelo menos até os primeiros seis meses de vida, porém existem algumas mulheres que não devem amamentá-los devido ao risco de gerarem grandes prejuízos ao bebê ou a ela própria, sendo elas:

– Mães HIV positivo;
– Mães usuárias de drogas;
– Mães gravemente enfermas;
– Mães em uso de medicações antineoplásicas (para tratamento de câncer)

Até quando amamentar?

O ideal é que a amamentação ocorra pelo menos até os seis primeiros meses de vida, quando ocorre a introdução de frutas, legumes, verduras e papinhas, mas mesmo com o início de um alimento diferente do leite materno, aconselha-se ainda que este seja predominante até um ano de idade, e que esteja presente até os dois anos.

Após a introdução de novos alimentos é importante que haja variedade e que evite-se os doces e enlatados, também é importante que os horários das alimentações sejam regulares para tentar traçar desde já uma rotina incentivando os hábitos saudáveis da criança.



PUBLICIDADES


One Response para o texto: “ALEITAMENTO MATERNO | A Importância de amamentar seu bebê”

  1. Celina Valderez Feijó Kohler disse:

    Parabéns pelo texto!
    Sinto falta de ver, nos textos voltados a promoção do AM, ser mencionada a Redomendação completa da OMS: ‘aleitamento materno exclusivo até os seis meses e complementado até dois anos de idade ou mais’. A OMS não menciona ‘se possível’, e essa expressão dá margem a interpretação de que ‘amamentar até seis meses é o máximo’, q é muiuto difícil etc. O q vcs acham disso? grata!!

Deixe um Comentário

Antes de enviar seu Comentário, faça o cálculo abaixo: * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

Medifoco - O Nosso Foco é a sua Saúde