ALIMENTOS MEDICINAIS E SEUS BENEFÍCIOS

Por: Tiago Zenero | Texto Aprovado pelo Conselho Médico do MediFoco
Atualizado em 06/07/2014

PUBLICIDADE
Alimentos medicinais

 

Uma boa alimentação é fundamental para manter uma dieta equilibrada, um bom peso e uma vida saudável. Mais do que isso, alguns alimentos têm efeitos medicinais. Esses são considerados nutracêuticos, ou seja, apresentam nutrientes farmacêuticos para o organismo humano. A maioria desses produtos age na prevenção de doenças, mas alguns deles também podem auxiliar no tratamento. Propriedades antioxidantes, antibióticas ou auxilio na melhora do sistema imunológico são alguns benefícios que eles podem trazer.

A maioria desses alimentos deve ser consumida na prevenção de doenças, ou seja, antes dela ser contraída. Apesar das propriedades farmacêuticas, a consulta médica e o uso de medicamentos não devem ser substituídos por qualquer alimentação.

Abaixo, alguns dos principais alimentos nutracêuticos e seus benefícios para a saúde.

Cogumelos

Os cogumelos são fungos e, por isso, ricos em antioxidantes. Auxiliam no controle de níveis de açúcar e colesterol no organismo e na melhora do sistema imunológico, pois têm uma substância chamada lentinan, que aumenta a produção das células de defesa do organismo, fortalecendo o sistema imunológico. Além disso, possuem fibras alimentares que regulam o funcionamento intestinal. Os cogumelos também são ótimos na prevenção de doenças cardiovasculares e degenerativas.

Porém, tome cuidado! Nem todo cogumelo é comestível, alguns podem ser prejudiciais ao ser humano. Os mais comuns na alimentação são: o champignon, o shiitake, o shimeji, o funghi e o portobello.

Alho

O alho tem características antibióticas, vermífugas e anticoagulantes. Uma substância presente no alimento, germânio, auxilia no controle do colesterol e da pressão arterial, o que previne problemas coronários. Além disso, o alho apresenta propriedades diuréticas e age no combate a infecções. Alguns estudos ainda afirmam que tal alimento diminui o risco de câncer gástrico.

- PUBLICIDADE -

Para que o organismo consiga aproveitar as propriedades fornecidas pelo alho, é recomendado ingerir o alimento cru.

Frutas vermelhas

As frutas vermelhas, principalmente morango, maçã, cereja, framboesa, melancia, caqui, uva e jabuticaba, são ricas em resveratrol, um elemento que atua na eliminação de toxinas, prevenindo assim doenças cardiovasculares. Outra propriedade presente nas frutas vermelhas é o ácido elágico, o qual aumenta em até 25% a ação de proteção solar na pele. Alguns estudos recentes chegam a afirmar que tal ácido pode impedir a ativação de determinadas substâncias cancerígenas.

Algumas substâncias mais específicas presentes em algumas frutas vermelhas são: a antocianina (romã, melancia, cereja, morango e goiaba), quercetina (maçã) e licopeno (goiaba, tomate e melancia), que oferecem ao organismo uma ação anti-inflamatória.

Cebola

Desde a antiguidade a cebola é recomendada por curandeiros para auxiliar o funcionamento do coração. Recentemente, a ciência confirmou tal fato, pois cientistas descobriram que a cebola possui adenosina, uma substância que impede a formação de coágulos, prevenindo assim ataques cardíacos. Outros benefícios do alimento são no auxílio ao controle do colesterol e da pressão alta. A quercetina é outra substância encontrada na cebola e que atua no processo de respiração. Além disso, outros compostos do alimento inibem as enzimas responsáveis por processos inflamatórios. Pesquisas mais recentes relatam que a cebola também traz nutrientes que podem auxiliar no combate a degeneração dos ossos.

Para que todas suas substâncias possam ser aproveitadas com maior eficiência pelo corpo humano, é recomendado que o alimento seja ingerido cru.



PUBLICIDADES


Deixe um Comentário

Antes de enviar seu Comentário, faça o cálculo abaixo: * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

Powered by WordPress | Designed by: Best SUV | Thanks to Toyota SUV, Ford SUV and Best Truck