ALTERAÇÕES DO HUMOR

Por: Marina Zanetti | Texto Aprovado pelo Conselho Médico do MediFoco
Atualizado em 31/03/2013

PUBLICIDADE
Alteração do Humor

 

Uma das principais alterações do humor é a ansiedade, que é definida como um estado de humor desconfortável, em que o paciente tem uma apreensão negativa com relação ao futuro.
A ansiedade pode significar uma doença séria e gerar uma série de sintomas mentais e somáticos, sendo eles:

Sintomas Mentais: insônia, inquietação interna, insegurança, preocupações exageradas, nervosismo, agonia, dificuldade para concentração.Sinais Somáticos
Sintomas Somáticos: sudorese (suor excessivo), palpitação, tensão muscular, desconforto respiratório, dores musculares, sensação de formigamentos e agulhadas, náuseas (enjôos), epigastralgia (dores na “boca do estômago”), diarréias e vômitos.

Além da ansiedade, no entanto, existem outras alterações do humor, também comuns, porém menos conhecidas, portanto seguem abaixo as suas definições:

- PUBLICIDADE -
    Distimia: é uma alteração básica do humor, em que o paciente se mostra pessimista.
    Humor triste e ideação suicida: o paciente se sente tão triste que os pensamentos suicidas passam a estar presentes em sua vida.
    Disforia: é um mal-humor importante, que pode deixar o paciente agressivo, um bom exemplo é a Tensão Pré Menstrual (TPM).
    Hipotimia: o paciente se apresenta com o “humor para baixo”, triste.
    Hipertimia: o paciente se apresenta exaltado, com alegria intensa (com o “humor para cima”).
    Euforia ou alegria patológica: é a alegria exagerada, alegria que chega ser “doente” e desproporcional.
    Elação: sensação de grandeza e poder.
    Puerilidade: é o humor que toma características infantis, o paciente ri ou chora por motivos banais.
    Estado de êxtase: momentos de alegria em que o paciente acredita estar em comunhão com o universo, com o mundo exterior.
    Irritabilidade Patológica: qualquer estímulo se torna agressivo e perturbador ao paciente (é comum em pacientes com Transtorno bipolar).
    Apatia: ocorre uma diminuição da excitabilidade emotiva e afetiva, para o paciente nada faz sentido, “tanto faz, como fez”.
    Hipomodulação do afeto: o paciente tem seu humor estável, sem demonstrar emoções.
    Inadequação do afeto (paratimia): o paciente tem seu humor modificado, por exemplo em locais onde o choro seria comum, o mesmo começa a rir.



PUBLICIDADES


Deixe um Comentário

Antes de enviar seu Comentário, faça o cálculo abaixo: * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

Powered by WordPress | Designed by: Best SUV | Thanks to Toyota SUV, Ford SUV and Best Truck