ASTIGMATISMO

Por: Tiago Zenero | Texto Aprovado pelo Conselho Médico do MediFoco
Atualizado em 21/05/2014

PUBLICIDADE
Astigmatismo

 

Astigmatismo é uma deficiência visual causada pelo formato irregular da córnea ou do cristalino. Assim, os erros refrativos causam visão borrada porque os focos onde as imagens são formadas no globo ocular estão em eixos diferentes.

O ideal é que a luz da retina se foque em apenas um ponto e, por isso, o formato da córnea deve ser redonda e lisa. Para os portadores de astigmatismo, a córnea se apresenta mais ovalada, lembrando a forma de uma bola de futebol americano.

Causas e convivência:

O astigmatismo tem sua causa desconhecida, mas geralmente é um problema de nascença. Em muitos casos, também é comum que ele ocorra junto com outros problemas de visão, como a miopia ou a hipermetropia.

Em outras situações, porém menos comuns, a pessoa pode contrair o astigmatismo após alguma cirurgia no globo ocular, como para o tratamento de cataratas.

Como sintomas, o paciente apresenta dificuldade em ver detalhes, seja de perto ou de longe. Se o indivíduo não procurar ajuda de um oftalmologista, o astigmatismo mais intenso pode causar fadiga e fortes dores de cabeça. Já se for um caso mais brando, os sintomas são praticamente inexistentes.

Conviver com a doença é muito simples, basta que o paciente busque auxílio de um especialista que este indique o uso adequado de um par de óculos de grau ou lentes de contato. A correção com laser também pode ser uma opção para normatizar a visão.

Dificilmente há complicações do astigmatismo, mas se o problema não for tratado, ele pode levar ao desenvolvimento de ambliopia, que se caracteriza pela redução ou perda da visão em um dos olhos.

Tipos de astigmatismo:

- PUBLICIDADE -

O problema visual pode ser classificado em diferentes tipos dependendo da estrutura em que há alguma deficiência.

As principais classificações são baseadas na estrutura assimétrica, sendo elas: astigmatismo corneal, devido à córnea de formato irregular; astigmatismo lenticular, devido a lentes de formato irregular. Já um outro modelo de classificação separa a doença em tipos baseados nos meridianos principais, sendo assim: astigmatismo regular ou astigmatismo irregular. Um último modelo propõe a separação por tipos de astigmatismo baseado no foco dos meridianos principais: astigmatismo simples complexo; astigmatismo hipermétrope simples; astigmatismo miópico simples; astigmatismo composto; astigmatismo hipermétrope composto; astigmatismo miópico composto; astigmatismo misto e rápido; astigmatismo contra a regra.

Diferença entre astigmatismo, miopia e hipermetropia:

A diferença básica entre os três problemas que afetam a visão está no local do olho em que os raios de luz convergem para formar a imagem. Em uma pessoa com a visão normal, os raios passam pela córnea e se encontram na retina, juntando-se todos em um mesmo ponto para formar a imagem.

Os míopes têm problemas para enxergar de longe e aqueles que apresentam hipermetropia têm dificuldades para ver de perto. Já os pacientes com astigmatismo não veem direito os detalhes nem de longe nem de perto. Isso acontece porque tanto as linhas verticais como as horizontais que constituem uma imagem não se formam no lugar certo do olho. No caso de uma cruz, por exemplo, as linhas verticais podem ser formadas em cima da retina, mas as verticais acabam ficando depois dela. Desse modo, o resultado é uma imagem desfocada.



PUBLICIDADES


Deixe um Comentário

Antes de enviar seu Comentário, faça o cálculo abaixo: * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

Powered by WordPress | Designed by: Best SUV | Thanks to Toyota SUV, Ford SUV and Best Truck