ATENDIMENTO INICIAL AO POLITRAUMATIZADO

Por: Clara Isabela Pereira | Texto Aprovado pelo Conselho Médico do MediFoco
Atualizado em 17/11/2013

PUBLICIDADE
Politraumatizado

 

O trauma é uma lesão caracterizada por alterações estruturais ou desequilíbrio fisiológico, decorrente de exposição aguda a várias formas de energia. O paciente é considerado politraumatizado quando apresenta lesões em dois ou mais sistemas de órgãos, sendo que alguma represente risco vital ao paciente. As mortes decorrentes do trauma podem ocorrer em instantes, devido laceração de aorta ou traumatismo em medula, por exemplo; após horas do acidente ou após 24 horas.

O atendimento inicial ao paciente traumatizado tem como finalidade identificar e tratar as lesões que promovem risco de vida ao paciente.

No primeiro atendimento, ou seja, na fase pré-hospital, é fundamental a manutenção das vias aéreas do paciente, o controle da hemorragia, imobilizar o paciente e comunicar sua transferência ao hospital mais adequado a recebê-lo.

O atendimento ao trauma é sistematizado e tem um padrão que deve ser seguido, orientado pelas letras A B C D E.

- PUBLICIDADE -

A: representa as vias aéreas e a coluna cervical; que são as primeiras medidas a serem avaliadas em um paciente traumatizado. Deve-se verificar se as vias aéreas estão pérvias e desobstruir em casos necessários. O colar cervical deve ser colocado e só pode ser retirado em caso de paciente alerta, sem dor cervical, sem abuso de álcool e/ou drogas e com exame neurológico normal.
B: ventilação e respiração. Após a avaliação das vias aéreas, atendimento segue com a garantia da respiração e da ventilação. Os pacientes devem receber oxigênio suplementar por máscara ou intubação.
C: circulação. Deve-se realizar acessos periféricos no paciente para garantir a reposição volêmica, sendo que a primeira medida é a interrupção do sangramento.
D: incapacidade, avaliação neurológica. Deve-se classificar o estado neurológico do paciente pela escala de coma de Glasgow
E: exposição, controle do ambiente. Deve-se realizar um exame rápido e completo do paciente e posteriormente aquecê-lo a fim de evitar a hipotermia.

O paciente deve ser monitorado com eletrocardiograma, pois a presença de arritmias pode indicar contusão miocárdica. Outras medidas incluem a passagem do cateter urinário, do cateter gástrico, monitorização da frequência ventilatória, saturação de oxigênio, gasometria arterial e pressão arterial.

As radiografias que devem ser solicitadas inicialmente no trauma são: raio-x de coluna cervical, de tórax e de pelve.

Após a estabilização do paciente e tratamento das lesões que impõe risco à vida, deve-se considerar a necessidade ou não do paciente ser transferido para outro hospital mais especializado.



PUBLICIDADES


Deixe um Comentário

Antes de enviar seu Comentário, faça o cálculo abaixo: * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

Powered by WordPress | Designed by: Best SUV | Thanks to Toyota SUV, Ford SUV and Best Truck