BOTULISMO | Toxina Botulínica

Por: Clara Isabela Pereira | Texto Aprovado pelo Conselho Médico do MediFoco
Atualizado em 16/01/2013

PUBLICIDADE
Botulismo

 

Doença infecciosa causada por ação de uma potente toxina (toxina botulínica), com ação neurológica, produzida por uma bactéria chamada Clostridium botulinum. A intoxicação ocorre na maioria das vezes pele via digestiva, e após resistir às secreções gástricas, a toxina é absorvida, exercendo seus efeitos ao nível das junções neuromusculares.

O botulismo pode ser classificado como alimentar, de ferimento e intestinal. A absorção das toxinas se faz por uma superfície mucosa ou cutânea, raramente pode haver contaminação pela inalação da toxina. No botulismo alimentar, a toxina ingerida é produzida no alimento que é ingerido e nos casos de ferimentos e no intestinal, ocorre inicialmente colonização da bactéria no local, seguida de produção de toxina.

Vários produtos alimentares tem sido implicados nos surtos, como: salsichas e linguiças caseiras, conservas de legumes e carnes, mariscos, peixes e presuntos de preparação doméstica.

Na forma intestinal da doença, os esporos são ingeridos e a toxina é produzida no lúmen intestinal. Ocorre predominantemente em lactentes de 0 a 12 meses e raramente em adultos.

Sinais e Sintomas:

O quadro clínico do botulismo é caracterizado pela sintomatologia neurológica resultante do bloqueio, pela toxina, das sinapses neuromusculares colinérgicas que levam à contratura muscular voluntária e a alterações no sistema nervoso autônomo.

- PUBLICIDADE -

O período de incubação dura de 6 horas a 10 dias. Manifestações digestivas costumam preceder os sintomas neurológicos e consistem de náuseas, vômitos, dor abdominal e diarreia, com constipação intestinal posteriormente. Perturbações oculares são comuns e sugestivas da doença, podendo ocorrer visão turva, diplopia, midríase uni ou bilateral, dificuldade de acomodação, pstose palpebral, estrabismo e nistagmo. O quadro neurológico consiste de paralisia descendente, bilateral e simétrica. Não há alterações da consciência. A fraqueza muscular é intensa e pode atingir diversos grupos musculares, como o diafragma, músculos abdominais e os intercostais, podendo evoluir para insuficiência respiratória com necessidade de ventilação mecânica. A disúria e a retenção urinária são frequentes. O quadro clínico cursa geralmente na ausência de febre.

Sinais indicativos de mau prognóstico são: período de incubação curto, envolvimento do 3º par craniano, desenvolvimento de insuficiência respiratória e idade avançada.

Diagnóstico:

O diagnóstico é inicialmente clínico. Os exames laboratoriais não mostram alterações significativas e não contribuem para o diagnóstico. A identificação da bactéria é feita pela cultura. Os bacilos podem ser detectados nas fezes, nos alimentos e no esfregaço de ferimentos contaminados. A detecção da toxina pode ser feita no sangue, nas fezes, no conteúdo gástrico e nos alimentos.

Diagnósticos diferenciais:

Os principais diagnósticos diferenciais são: síndrome de Guillian-Barré, miastenia gravis, síndrome miastênica de Eaton-Lambert, acidente vascular cerebral, intoxicação por atropina.

Tratamento:

O tratamento é baseado em medidas de suporte e na imunização passiva com antitoxina de origem equina. Os pacientes devem ser hospitalizados em regime de terapia intensiva com monitorização constante dos parâmetros cardiovasculares e respiratórios. Como as alterações da deglutição são frequentes, recomenda-se o uso de sonda nasogástrica para a administração de alimentos, evitando assim a aspiração para vias respiratórias. A hidratação é rotineira. O aparecimento de insuficiência respiratória implica no uso da ventilação assistida. Sonda vesical deve ser utilizada se houver retenção urinária.

A utilização da antitoxina deve ser precoce e sua ação se fará sobre a toxina circulante, impedindo sua fixação no sistema nervoso, diminuindo assim a extensão das lesões neurológicas e a gravidade da doença. A antitoxina são tem efeito sobre a toxina já fixada no tecido nervoso.



PUBLICIDADES


Deixe um Comentário

Antes de enviar seu Comentário, faça o cálculo abaixo: * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

Powered by WordPress | Designed by: Best SUV | Thanks to Toyota SUV, Ford SUV and Best Truck