BRONQUITE AGUDA E CRÔNICA | Causas e Tratamentos

Por: Tiago Zenero | Texto Aprovado pelo Conselho Médico do MediFoco
Atualizado em 22/04/2014

PUBLICIDADE
Bronquite

 

A bronquite é uma inflamação nos brônquios, os canais que conduzem o ar que é inalado do meio externo para os alvéolos pulmonares. Nos brônquios há minúsculos cílios que revestem seu interior e tem como objetivo eliminar o muco presente nas vias respiratórias. Na bronquite, tais cílios param de funcionar e, portanto, o acúmulo de secreção faz com que eles fiquem permanentemente inflamados e contraídos.

As crises da infecção podem ser aguda ou crônica. A diferença é que, no primeiro caso, elas são mais curtas, chegam a durar uma ou duas semanas. Já no segundo, elas são bem mais longas, não desaparecem, pioram pela manhã e se manifestam por três meses ou mais durante pelo menos dois anos consecutivos.

Causas e sintomas:

A bronquite aguda é causada, geralmente, por vírus, mas em alguns casos pode também ser uma infecção bacteriana. Inicialmente, ela afeta o nariz, os seios da face e a garganta. Só a partir de um segundo momento é que ela se instala nos pulmões. Poluentes ambientais ou químicos, como poeira, inseticida, ácaros ou tinta podem desencadear uma crise. O principal fator agravante, contudo, é o cigarro.

Quando à bronquite crônica, por ser uma doença em longo prazo, ela aumenta o risco de outras infecções respiratórias, como a pneumonia. Poluição do ar, alergias, trabalho em minas de carvão, fábricas de tecidos ou com grãos e infecções são fatores que podem agravá-la.

Nos dois tipos de bronquite, a tosse é o principal sintoma. A diferença é que na aguda ela pode ser seca ou produtiva.  Já na crônica, é sempre produtiva e a expectoração clara pode tornar-se amarelada e espessa com a evolução da enfermidade.

Outros sintomas que podem aparecer em ambos os tipos da infecção são: desconforto no peito, fadiga, febre geralmente baixa, falta de ar, ronco ou chiado no peito.

- PUBLICIDADE -

Já alguns sintomas particulares que só aparecem no caso da bronquite crônica consistem em: inchaço nos tornozelos, pés e pernas; lábios roxos devido ao nível baixo de oxigênio; infecções respiratórias frequentes, tais como resfriados ou gripes.

Tratamento e recomendações:

No caso da bronquite aguda causada por vírus, não é necessária a ingestão de nenhum medicamento, ela costuma desaparecer sozinha. Entretanto, é recomendado seguir alguns passos para aliviar os sintomas, como: não fumar, beber bastante líquido, repousar, tomar ácido acetilsalicílico ou acetaminofeno em caso de febre, usar um umidificador ou vaporizador no banheiro.

Caso os sintomas da bronquite não desapareçam, o médico pode indicar um inalador para abrir as vias respiratórias. Na grande maioria dos casos, antibióticos não são receitados, salvo uma infecção secundária por bactéria.

Já para os portadores de bronquite crônica, a melhor maneira de amenizar a doença é parando de fumar e evitando ambientes fechados com outros fumantes. Tais pacientes também devem ser vacinados contra a gripe e contra a pneumonia.

Para evitar a infecção ou amenizar as crises, médicos recomendam que algumas precauções sejam cumpridas, dentre elas estão: parar de fumar, ou pelo menos fumar menos e sempre evitar locais onde haja pessoas fumando; beber bastante água, pois ela ajuda a diluir as secreções brônquicas e facilita a expectoração; lavar as mãos com frequência; utilizar máscara ou outro equipamento protetor quando estiver sujeito à inalação de elementos irritantes; evitar contato com pessoas resfriadas, gripadas ou com outras doenças transmissíveis por via respiratória; não inibir a tosse produtiva; evitar permanecer muito tempo em ambientes com ar condicionado ou em locais com ar seco demais.



PUBLICIDADES


Deixe um Comentário

Antes de enviar seu Comentário, faça o cálculo abaixo: * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

Powered by WordPress | Designed by: Best SUV | Thanks to Toyota SUV, Ford SUV and Best Truck