CÂNCER COLORRETAL – INTESTINO

Por: Lara Amorim Davila Prottes | Texto Aprovado pelo Conselho Médico do MediFoco
Atualizado em 23/08/2012

PUBLICIDADE
Câncer de colon

 

O que é:

O câncer de cólon (intestino grosso) é umas das neoplasias mais comuns, junto com o câncer de mama e de pulmão. Tal neoplasia ocorre no intestino grosso e, geralmente surge a partir de pólipos (lesões no intestino que podem tornar-se malignas se não retiradas).

Pessoas que têm dieta rica em gorduras e pobre em fibras tem maior chance de desenvolver essa patologia. As porções mais acometidas do intestino são o sigmóide (25%) e o reto (43%).

Sinais e Sintomas:
Os principais sinais e sintomas são: sangramentos durante a evacuação, dor no abdome, constipação (intestino preso) ou diarréia. Devido a perda de sangue crônica, muitas vezes o paciente desenvolve uma anemia ferropriva (deficiência de ferro).
A simples presença de tais sintomas não são indicadores dessa doença, vez que, sendo o câncer de cólon uma neoplasia de crescimento demasiadamente lento, quando comparado a outros tipos de câncer, é necessário que os sintomas sejam constantes durante anos na vida do paciente.

- PUBLICIDADE -

Pólipos

Diagnóstico:
Para o diagnóstico, além de análise dos dados clínicos, leva-se em consideração, o histórico familiar (familiares que desenvolveram Ca de cólon), bem como exames complementares. Dentre os exames complementares, destaca-se a colonoscopia, principal exame na detecção desta doença. A colonoscopia é um exame realizado no intestino, no qual o endoscópio (espécie de “caninho”) é inserido no tubo intestinal e faz-se a retirada de uma parte da lesão (biópsia), que é encaminhada para o histopatológico (o patologista faz o diagnóstico olhando o tecido no microscópio). O diagnóstico é confirmado quando a biópsia resulta positivo para malignidade.

Tratamento:
É feito basicamente com retirada da parte acometida, ou seja, retira-se a parte do intestino onde a lesão estava localizada, sendo mantida sempre uma margem de segurança, bem como com a submissão do paciente às sessões de quimioterapia/radioterapia, se necessário. As chances de cura são muito grandes quando o diagnóstico é realizado precocemente.



PUBLICIDADES


One Response para o texto: “CÂNCER COLORRETAL – INTESTINO”

  1. luciana do nascimento silva puosso disse:

    eu luciana,fiz ultrassonografia das mamas,e deu esse resutadolocaliza-se no quadrante superior lateral direito(QSL)-em posição de 10H,medindo 5x4x4mm distando cerca de 12mm do mamilo aproximadamente 6mm de diâmetro. DATA 18/06/2012…….Fiz outro utrassonografia de mamas,nota-se ás 4 horas nódulo sólido,hipoecóico,com limites definidos, medindo 1,3xo,4cm e com seu centro distando o,7cm da pele. DATA 06/09/2012….que devo fazer..

Deixe um Comentário

Antes de enviar seu Comentário, faça o cálculo abaixo: * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

Powered by WordPress | Designed by: Best SUV | Thanks to Toyota SUV, Ford SUV and Best Truck