CÂNCER DE PÂNCREAS | Sintomas – Diagnóstico – Tratamento

Por: Ana Carolina Carvalhal | Texto Aprovado pelo Conselho Médico do MediFoco
Atualizado em 17/01/2017

PUBLICIDADE

 

As neoplasias malignas do pâncreas exócrino compreendem os adenocarcinomas (90 % dos casos) e os cistoadenocarcinomas. Predominam no sexo masculino e acima dos 50 anos de idade. Pancreatite crônica, tabagismo e alcoolismo estão entre os fatores de risco.

Os sintomas dependem da localização do tumor e costumam ocorrer tardiamente. As neoplasias da cabeça do pâncreas (80% dos casos) apresentam manifestações clínicas mais precocemente do que as localizadas no corpo e na cauda do pâncreas: dor na região epigástrica , podendo irradiar para dorso; icterícia obstrutiva quando há comprometimento do colédoco; perda de peso; anorexia (falta de apetite); prurido (coceira pelo corpo); desnutrição; hepatomegalia (aumento do fígado); vesícula biliar palpável (sinal de Curvoisier); massa palpável (10 % dos casos); ascite (água na barriga) raramente e diabetes.

- PUBLICIDADE -

Exames para a investigação do Câncer de Pâncreas:

  • Fosfatase alcalina- elevadas na maioria dos casos;
  • Bilirrubinas- elevadas em pacientes com icterícia (amarelos);
  • Pesquisa de sangue oculto nas fezes- positivo em 90% dos pacientes com tumores periampulares;
  • Amilase- elevada em menos de 5% dos pacientes;
  • Rx estômago e duodeno- alargamento da alça duodenal em grandes tumores (fase tardia);
  • Ultrassonografia, TC e RM- detectam alterações estruturais em fase precoce;
  • Colangiopancreatografia retrógrada endoscópica- útil nas lesões ampulares ou duodenais;
  • CA 19-9; CEA (antígeno carcinoembrionário); antígeno oncofetal pancreático; galactosiltransferase;
  • Biópsia.

Tratamento do Câncer de Pâncreas:

Alívio da dor; Radioterapia; Quimioterapia; Cirúrgico.

Medicamentos utilizados no Câncer de Pâncreas:

Extrato pancreático (melhora a absorção de nutrientes); Colestiramina (alívio do prurido).

Sobrevida no Câncer de Pâncreas:

A taxa de sobrevida é de 10 a 20% em 05 anos e apenas 10% dos casos de câncer pancreático são ressecáveis (podem ser removidos cirurgicamente).



PUBLICIDADES


Deixe um Comentário

Antes de enviar seu Comentário, faça o cálculo abaixo: * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

Medifoco - O Nosso Foco é a sua Saúde