CÂNCER DE PRÓSTATA | Sintomas – Rastreamento – Tratamento

Por: Clara Isabela Pereira | Texto Aprovado pelo Conselho Médico do MediFoco
Atualizado em 22/04/2015

PUBLICIDADE

 

A próstata é um órgão do sistema reprodutor masculino que ajuda a produzir e armazenar o sêmen. Geralmente mede cerca de 3 centímetros e pesa 20 gramas. Por envolver parte da uretra, as doenças que a afetam frequentemente causam sintomas urinários, ejaculatórios e mais frequentemente acomete a defecação. O fluido seminal é produzido, em parte, pelas glândulas contidas na próstata e são tais glândulas que se transformam em células cancerosas.

O câncer de próstata é o desenvolvimento de um tumor neste órgão e ocorre quando as células sofrem mutações, se tornando cancerígenas. É um câncer mais comum em homens negros e acima de 50 anos. É mais frequentemente identificado pelo exame físico ou pelo exame PSA (um exame de sangue que identifica o antígeno prostático benigno) e confirmado pela biópsia.

Câncer de Próstata e Testosterona baixa

Estudos vêm mostrando que:

– A incidência do câncer de próstata aumenta exatamente na faixa etária onde se diminui o nível da testosterona, ou seja, quanto maior a idade, mais chance de diagnosticar o câncer.

– Tumores de próstata mais agressivos estavam relacionados com níveis mais baixos de testosterona no sangue.

Sinais e Sintomas:

Inicialmente o câncer de próstata não causa sintomas ou pode causar sintomas semelhantes aos da hiperplasia prostática benigna, como disúria (dor ao urinar), polaciúria (urinar várias vezes), hematúria (sangue na urina), alterações no jato da urina. O paciente também pode apresentar impotência sexual e ejaculação dolorosa. Ao atingir outros órgãos (sofrer metástase), o paciente apresenta mais sintomatologia, sendo o sintoma mais comum a dor óssea, geralmente nas vértebras, pelve ou costelas.

Diagnóstico:

O diagnóstico é confirmado pela biópsia da próstata.

- PUBLICIDADE -

Rastreamento:Toque retal

O rastreamento do câncer de próstata é realizado através do exame PSA e pelo exame de toque, geralmente recomendado a partir de 40 anos de idade.

Leia mais: CÂNCER DE PRÓSTATA | Exames para Rastreio

Tratamento:

O tratamento depende da estadiamento da neoplasia, basicamente é o tumor é localizado ou se sofreu metástase. Quando o tumor é localizado o tratamento envolve cirurgia ou radioterapia. Já o tratamento do tumor metastático baseia-se no bloquio hormonal da testosterona, inibindo o crescimento da massa tumoral, e posteriormente, realizada a cirurgia.

O tratamento cirúrgico é realizado nos tumores precoces e naqueles que não responderam à radioterapia. O tipo de cirurgia mais realizado é a prostatectomia retropúbica radical, em que a próstata é removida por incisão abdominal. É eficiente quando o tumor ainda é localizado na próstata. As complicações dessa cirurgia são incontinência urinária e impotência sexual. Quando a doença está localmente avançada, a radioterapia adjuvante pode oferecer melhor sobrevida ao paciente.

Acompanhamento:

Após o tratamento, o seguimento do paciente deve ser realizado através da solicitação do PSA a cada três meses, durante 1 ano; cintilografia óssea ou tomografia dos ossos para identificar metástases, hemograma e avaliação clínica.



PUBLICIDADES


Deixe um Comentário

Antes de enviar seu Comentário, faça o cálculo abaixo: * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

Medifoco - O Nosso Foco é a sua Saúde