CIRROSE HEPÁTICA | Causas – Sintomas e Tratamento

Por: Tiago Zenero | Texto Aprovado pelo Conselho Médico do MediFoco
Atualizado em 19/03/2014

PUBLICIDADE
Cirrose

 

A cirrose é uma doença que ataca o fígado. Ela é responsável por formar nódulos e fibrose no órgão, bloqueando assim a circulação sanguínea. A doença causa infecções e inflamação crônica no fígado de forma que este começa a produzir tecido de cicatrização para substituir as células que eram saudáveis e morreram. Assim, o órgão fica comprometido e para de desempenhar suas funções no organismo. Em casos mais severos, ele é totalmente paralisado.

As principais funções do fígado que ficam comprometidas com a cirrose são: a produção da bile, que atua na digestão de gorduras; a manutenção dos níveis normais de açúcar no sangue; a produção de proteínas; a metabolização do colesterol, do álcool e de outros medicamentos. A doença é mais comum em homens acima de 45 anos, mas pode também acometer mulheres. O consumo exagerado de bebida alcoólicas tem aumentado o número de pacientes com a doença nos últimos anos.

Causas e sintomas:

A principal causa da cirrose é o abuso de bebidas alcoólicas. Isso acontece porque o fígado é o órgão responsável pela metabolização do álcool e quando há ingestão em excesso, seus tecidos sofrem danos vitais, os quais comprometem o seu funcionamento.Ascite - Líquido no Abdome

Alguns medicamentos que atacam o fígado, assim como as hepatites B e C, que são crônicas e a hepatite autoimune também podem levar o paciente a desenvolver a cirrose.

- PUBLICIDADE -

No início da doença, não é possível perceber nenhum sintoma, isso porque a cirrose não dá sinais. Para o diagnóstico, o especialista necessita analisar exames de laboratório e realizar uma avaliação clínica com o paciente. Depois de algum tempo, o indivíduo começa a apresentar náuseas, vômitos, perda de peso, dor abdominal, constipação, fadiga, fígado aumentado, olhos e pele amarelados, urina escura, perda de cabelo, inchaço nas pernas e ascite (presença de líquido no abdômen). Já em um estágio mais avançado, o paciente pode ter a encefalopatia hepática, uma síndrome que provoca alterações cerebrais, as quais são provocadas pelo mau funcionamento do fígado.

Tratamento e cuidados:Fígado Normal e Cirrótico

A cirrose é um processo irreversível e pode ser fatal. Assim, é imprescindível que o paciente faça o diagnóstico precoce, para que possa ser aplicado o tratamento para adiar ou evitar que os sintomas graves apareçam.

O primeiro passo para o portador da doença é eliminar o agente agressor, ou seja, cortar a bebida alcoólica ou combater o vírus da hepatite. A mudança de hábitos alimentares também é importante. É indicado evitar o excesso de sal, frituras e carne vermelha e as refeições devem ser realizadas sempre em pequenas porções distribuídas ao longo do dia.

Em casos em que a doença já se apresenta de forma mais avançada, a única cura é o transplante de fígado, o qual nem sempre garante a sobrevivência do paciente dependendo do desenvolvimento dos sintomas. O transplante é indicado apenas para casos em que o risco do procedimento é inferior ao risco esperado sem o procedimento.

A melhor maneira de evitar a cirrose é eliminando os agentes agressores como, por exemplo, beber moderadamente e tomar atitudes para prevenir a contaminação pelo vírus da hepatite.



PUBLICIDADES


One Response para o texto: “CIRROSE HEPÁTICA | Causas – Sintomas e Tratamento”

  1. waldir disse:

    eu eliminei carnes gordurosas .,e diminui a cerveginha,to jogando bola e to bem melhor,,,

Deixe um Comentário

Antes de enviar seu Comentário, faça o cálculo abaixo: * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

Powered by WordPress | Designed by: Best SUV | Thanks to Toyota SUV, Ford SUV and Best Truck