DESVIO DE SEPTO | Causas – Sintomas e Tratamento

Por: Tiago Zenero | Texto Aprovado pelo Conselho Médico do MediFoco
Atualizado em 27/10/2014

PUBLICIDADE
Desvio de Septo

 

O septo nasal é o que separa as duas narinas nos seres humanos. Ele é constituído por osso, cartilagem e mucosa e deveria dividir o nariz em duas partes iguais. Isso, contudo, quase nunca acontece, resultando no desvio de septo.

Assim, apesar do desvio ser muito comum, ele deve ser tratado como distúrbio apenas quando interfere no funcionamento do sistema respiratório, especialmente quando atrapalha o nariz a desempenhar sua função.

Causas e sintomas

Geralmente, o desvio de septo é um distúrbio congênito, o qual se manifestar na infância, quando há o desenvolvimento dos ossos da face. No entanto, ele também pode aparecer depois da vida adulta, quando há algum dano no septo nasal, como com algum processo inflamatório, infeccioso ou alérgico crônico. Outras situações que podem causar o desvio são em cirurgias no nariz, traumatismos ou queda, acidente ou trauma que danifiquem ou quebrem o nariz, ou alguma pancada forte como na prática de esportes.

Na maioria das pessoas, o desvio de septo é assintomático e não causa mal nenhum. Contudo, em outros casos, há vários graus de obstrução, causando sintomas em variadas intensidades.

As principais consequências do distúrbio são: retenção das secreções; rinossinusite crônica e sangramentos; respiração pela boca; dificuldade para dormir; apneia do sono; roncos; cansaço; dores de cabeça e na face.

Alguns pacientes ainda só apresentam os sintomas quando estão resfriados ou com alguma infecção nas vias aéreas. Em outros casos, contudo, os mesmos sintomas podem não ser desvio de septo e representar algum outro problema nas vias respiratórias, como rinites, pólipos e cornetos nasais.

- PUBLICIDADE -

Por conta disso, o médico deve dar o diagnóstico ao paciente para saber se o problema realmente é o desvio de septo. Para o diagnóstico correto, o paciente deve procurar um médico otorrinolaringologista que fará um exame clínico e utilizará um instrumento para abrir e visualizar o interior das narinas.

Tratamento e recomendações

Existe a cirurgia para corrigir o desvio de septo, conhecida como septoplastia. Ela é indicada apenas quando o problema dificulta a passagem do ar pelo nariz. O ideal é realizá-la no final da adolescência ou na vida adulta, quando o nariz já atingiu seu tamanho máximo. Caso realizada ainda na infância, há grandes chances de o desvio voltar e, então, causar novamente problemas respiratórios.

Em cirurgias de estética, principalmente aquelas para corrigir o nariz que sofreu um trauma em um acidente, esporte ou briga de forma agressiva, a correção do desvio de septo é fundamental para melhorar o aspecto do nariz.

Para prevenir e lidar com o distúrbio, os pacientes podem tomar algumas medidas em casa, como: procurar um médico se a criança dormir de boca aberta, pois a língua exerce pressão sobre o céu da boca e empurra o septo nasal; tomar cuidado com a prática de esportes, como futebol, caratê e boxe, porque são modalidades que favorecem a ocorrência de traumas na face que podem causar distorções no septo; utilizar o cinto de segurança assim que entrar no carro e o capacete, quando subir na moto, para evitar acidentes e traumas no nariz.



PUBLICIDADES


Deixe um Comentário

Antes de enviar seu Comentário, faça o cálculo abaixo: * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

Powered by WordPress | Designed by: Best SUV | Thanks to Toyota SUV, Ford SUV and Best Truck