DIARRÉIA | Tipos – Sintomas – Tratamento

Por: Marina Zanetti | Texto Aprovado pelo Conselho Médico do MediFoco
Atualizado em 23/09/2012

PUBLICIDADE
Diarréia

 

Diarreia de modo geral é uma alteração do hábito intestinal caracterizada pelo aumento do número de evacuações diárias e do teor de água nas fezes. Para se afirmar que não há problemas gastrointestinais, o normal é haver de uma a três evacuações por dia.

Classificação:

    – Quanto ao tempo de evolução:

    – Aguda: duração de até 07 dias, sua principal causa é devido infecção viral e é auto-limitada, não havendo necessidade de tratamento medicamentoso, apenas tratamento de suporte, que é a reposição de líquidos e eletrólitos, principalmente água de coco.
    – Aguda prolongada: duração de 01 a 04 semanas.
    – Crônica: duração superior a 04 semanas, geralmente tem início súbito, bem definido e com recorrência diária. Há duração inferior a 03 meses, podendo haver sintomas noturnos que atrapalhem o sono, geralmente há emagrecimento superior a 5 kg, com eliminação de volume fecal superior a 400g diária.

      – Quanto à topografia (ao local de acometimento de uma possível infecção que esteja causando a diarréia):

      – Alta;
      – Baixa;
      – Mista.

        – Quanto às características das fezes:

        - PUBLICIDADE -

        – Aquosa: líquida;
        – Sanguinolenta: com presença de sangue nas fezes, visível a olho nu ou não;
        – Gordurosa: presença de gordura nas fezes, chamada de esteatorreia.

          – Quanto aos mecanismos envolvidos:

          – Osmótica: ocorre devido a má absorção de carboidratos, ao uso de medicamentos que contenham magnésio (hidróxido de magnésio), a soluções para lavagem intestinal ou a laxativos que tenham sódio em sua composição.
          – Secretora: as principais causas são infecções, laxativos estimulantes, doenças inflamatórias intestinais, tumores, má absorção de ácidos graxos e sais biliares.
          – Motora: devido a síndrome do intestino irritável, a algumas neuropatias devido ao Diabetes, ao hipertireoidismo, ao efeito colateral de algumas drogas.
          – Exudativa: devido a diarréia infecciosa, a doença neoplásica e a doença inflamatória intestinal.

          Sinais e Sintomas:

          Geralmente pacientes que apresentam diarréia aguda tem seus sinais vitais comprometidos, havendo por vezes desidratação e até taquicardia (coração disparado), enquanto aqueles que apresentam diarréia crônica podem ter comprometimento de seu estado nutricional, inclusive havendo emagrecimento.

          Diagnóstico:

          O diagnóstico é dado por médicos, mesmo que clínicos gerais, através de uma boa anamnese (interrogatório médico) e também pelo exame físico.

          Tratamento:

          O tratamento ideal é a reposição hídrica para evitar complicações, tais como a desidratação.



PUBLICIDADES


Deixe um Comentário

Antes de enviar seu Comentário, faça o cálculo abaixo: * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

Powered by WordPress | Designed by: Best SUV | Thanks to Toyota SUV, Ford SUV and Best Truck