DISTONIAS | Contrações Musculares Involuntárias

Por: Clara Isabela Pereira | Texto Aprovado pelo Conselho Médico do MediFoco
Atualizado em 16/01/2013

PUBLICIDADE
Distonia

 

As distonias são uma síndrome de contrações musculares involuntárias, mantidas frequentemente, que causam movimentos repetitivos, torção ou postura anormais. Podem afetar qualquer músculo estriado do organismo, no seu início aparecem em coincidência com a realização de movimentos voluntários, como aos escrever, na distonia ocupacional, ou ao falar, na distonia oromandibular. Com a evolução, atividades cada vez menos específicas são capazes de desencadear os movimentos distônicos. Tais movimentos pioram com fadiga, estresse e ansiedade, melhoram com o sono, relaxamento, música e hipnose. Frequentemente associa-se com tremor, sendo comuns a distonia cervical e o tremor postural das mãos.

Algumas manobras ou atitudes permitem controlar total ou parcialmente os movimentos distônicos, tais como colocar a mão no queixo, em casos de torcicolo espasmódico, ou, simplesmente, tocar o dedo na pálpebra superior, em casos de blefaroespasmo.

Sinais e Sintomas:
Distonia

- PUBLICIDADE -

O paciente apresenta posturas anormais persistentes, ou seja, contrações que ocorrem em alguns movimentos voluntários, causando espasmos musculares prolongados ou nos movimentos involuntários, que produzem caráter repetitivo de torção. Em um mesmo paciente, esses fenômenos podem ocorrer simultaneamente e de forma isolada. Portanto, a distonia como transtorno do movimento pode manifestar-se clinicamente como uma alteração da postura, um movimento voluntário anormal e como um elemento de torção e espasmo ao executar uma tarefa desejada.

Diagnóstico:

Na distonia primária, o diagnóstico é feito de acordo com critérios clínicos, que muitas vezes tornam difícil diferenciar as distonias de outros transtornos do movimento. As alterações genéticas são muito importantes para o diagnóstico da distonia primária, podendo fazê-lo com precisão.

As distonias secundárias ou sintomáticas apresentam uma causa conhecida, podendo manifestar-se com um sintoma isolado ou acompanhado de outros sintomas neurológicos.

Tratamento:

Não existe tratamento curativo, nem que possa impedir a progressão de uma distonia generalizada que se inicia na infância. Na maioria dos casos, o tratamento é sintomático e tem como finalidade melhorar a postura, a função do movimento e aliviar a dor. A identificação de uma causa específica é importante no sentido de buscar causas identificáveis de distonia e, dessa forma, orientar o tratamento de forma mais específica. Encontram-se disponíveis três categorias de medidas terapêuticas para distonias: fármacos orais, aplicações de toxina botulínica e tratamento cirúrgico para casos bem selecionados.



PUBLICIDADES


Deixe um Comentário

Antes de enviar seu Comentário, faça o cálculo abaixo: * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

Powered by WordPress | Designed by: Best SUV | Thanks to Toyota SUV, Ford SUV and Best Truck