DOR DE CABEÇA | Os principais tipos

Por: Marina Zanetti | Texto Aprovado pelo Conselho Médico do MediFoco
Atualizado em 25/02/2015

PUBLICIDADE
Dor de cabeça

 

A dor de cabeça é uma das queixas mais comuns no consultório dos neurologistas. Cefaléia é o termo médico usado para designar dores de cabeça. Cerca de 90% de todas as dores de cabeça são benignas e irão se enquadrar em uma das seguintes categorias: enxaqueca, do tipo tensional e cefaléia em salvas.

As cefaléias podem ser classificadas em agudas e crônicas e ainda primárias e secundárias, estas últimas são decorrentes de alguma doença que o indivíduo possua.

As cefaléias agudas são aquelas de aparecimento súbito e que não são comuns da rotina de um paciente, enquanto as cefaléias crônicas são o motivo de várias queixas de pacientes que sofrem deste mal, já que estão presentes e interferem quase que diariamente na vida destes.

O diagnóstico, assim como o tratamento e acompanhamento das cefaléias são realizados por um médico neurologista. Cada tipo de cefaléia tem um tratamento próprio e ainda uma profilaxia adequada, para evitar o aparecimento de uma nova crise de cefaléia.

As principais cefaléias crônicas primárias são:

Cefaléia tensional: este é o tipo de cefaléia mais comum. Apresenta-se como uma dor de caráter opressivo, ou seja, o paciente sente uma pressão na cabeça, principalmente em região frontooccipital (região da testa e da nuca), com intensidade de leve a moderada. Tem duração prolongada, mas desaparece com o uso de analgésicos simples, relaxantes musculares e mesmo com o sono, já que tem início ao final da tarde e geralmente após períodos de estresse.

- PUBLICIDADE -

Migrânea ou Enxaqueca: é também comum e acomete mais mulheres do que homens. Esta cefaléia manifesta-se apenas de um lado da cabeça, com uma dor de caráter pulsátil e intensidade de moderada a severa. Tem duração entre 4 a 72 horas, dificilmente se resolvendo apenas com o uso de analgésicos simples ou relaxantes musculares. Pode estar associada a náuseas, vômitos, fotofobia e fonofobia (intolerância a luz e ao som respectivamente) e a escotomas (pontinhos brilhantes). Geralmente é desencadeada por períodos menstruais, consumo de vinho ou chocolate e ainda por falta de cafeína em pacientes que são acostumados a consumirem café.

Cefaléias em Salvas: são cefaléias menos comuns e ocorrem mais em homens de meia idade. Ocorrem diariamente por algumas semanas e posteriormente a estas crises, há longos períodos em que os pacientes se encontram assintomáticos. Geralmente esta dor ocorre durante a noite, acometendo a região fronto-orbitária unilateral (região de testa e ao redor de um dos olhos), e apresenta-se com forte intensidade e ainda associada a lacrimejamento, congestão nasal e edema ao redor dos olhos.

As cefaléias secundárias aparecem devido a alguma doença que a pessoa possui e as principais são:

1) Cefaléia da Hipertensão intracraniana: é uma dor muito intensa, contínua, que aparece de manhã e tende a progredir. É associada a náuseas, vômitos em jato e ainda queda do nível de consciência.

2) Cefaléia da hipertensão intracraniana benigna: só é diagnosticada através da exclusão de outras patologias que geram cefaléia.

3) Cefaléia da arterite temporal: acomete região frontotemporal ou temporooccipital (região de testa e região lateral da cabeça e região lateral da cabeça e região de nuca respectivamente), sendo unilateral ou bilateral e os maiores acometidos são idosos maiores de 60 anos de idade. Associado a cefaléia, existe também: perda de peso, fraqueza, febre e ainda anemia.

Home Forum DOR DE CABEÇA | Os principais tipos

Visualizando tópico 1 (de 1 do total)
Visualizando tópico 1 (de 1 do total)


PUBLICIDADES


Deixe um Comentário

Antes de enviar seu Comentário, faça o cálculo abaixo: * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

Powered by WordPress | Designed by: Best SUV | Thanks to Toyota SUV, Ford SUV and Best Truck