FEBRE AMARELA | Sintomas – Diagnóstico – Tratamento

Por: Clara Isabela Pereira | Texto Aprovado pelo Conselho Médico do MediFoco
Atualizado em 27/09/2012

PUBLICIDADE
Febre amarela

 

A Febre Amarela é uma doença febril aguda causada pelo vírus Flavivírus, conhecido como vírus da febre amarela, que é transmitido ao homem através de mosquitos vetores.

A doença possui dois ciclos de vida diferentes, o ciclo urbano e o ciclo silvestre. No ciclo urbano a infecção é transmitida pelo mosquito Aedes aegypti, o mesmo que transmite a dengue. A erradicação desse mosquito começou a ser feita em 1903 e a febre amarela foi sendo erradicada do Brasil, tendo o último caso notificado em 1942.

A partir desse ano, apenas casos de febre amarela do tipo silvestre são registrados no Brasil. O ciclo silvestre é difícil de ser controlado porque é transmitido por diferentes tipos de mosquitos.

Sinais e Sintomas:

O paciente fica 3 a 6 dias em um período de incubação, e após esse período inicia o quadro clínico apresentando febre alta, cefaleia, dor muscular, injeção conjuntival, rubor facial e bradicardia relativa (sinal de Faget).

Na maioria dos pacientes a doença se resolve em 2 a 3 dias espontaneamente. Alguns podem desenvolver a forma moderada da doença, apresentando além da síndrome febril, icterícia, sangramento leve e albuminúria no EAS.

- PUBLICIDADE -

Porém, cerca de 10% dos pacientes desenvolvem a forma grave da doença, apresentando o período de incubação e o período de intoxicação. O período de incubação é igual ao das fases leve e moderada. Após esse período o paciente apresenta uma breve melhora da febre, que volta aparecer depois de aproximadamente 24 horas, dando início ao período de intoxicação. Nesse estágio da doença o paciente apresenta além da febre, manifestações hemorrágicas, como epistaxe, gengivorragia, hematêmese (vômito com sangue) hemorragias petequiais e purpúricas e icterícia.

Diagnóstico:

O diagnóstico deve ser feito por métodos sorológicos e a biópsia hepática está contra-indicada devido aos riscos de sangramento.

O método sorológico mais utilizado é o ELISA, que detecta anticorpos IgM a partir do 4º dia de doença. Nos casos não reativos, devem ser colhidas mais duas amostras com intervalos de 14 dias .

Tratamento:

O tratamento é de suporte, ou seja, sintomático.

Casos graves devem ser tratados na UTI.

Prevenção:

A prevenção da febre amarela é feita através da vacina antiamarílica, que é o principal método preventivo contra a forma silvestre. A vacina torna-se eficiente após aproximadamente 10 dias de sua aplicação, e tem efeito por pelo menos 10 anos.



PUBLICIDADES


Deixe um Comentário

Antes de enviar seu Comentário, faça o cálculo abaixo: * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

Powered by WordPress | Designed by: Best SUV | Thanks to Toyota SUV, Ford SUV and Best Truck