FOBIA SOCIAL – O medo e a ansiedade excessivos em eventos sociais

Por: Tiago Zenero | Texto Aprovado pelo Conselho Médico do MediFoco
Atualizado em 28/03/2015

PUBLICIDADE
Fobia Social

 

A fobia social é um distúrbio causado por temores excessivos de constrangimento e humilhação em situações sociais, principalmente de desempenho em frente a um público. Ela pode ser percebida quando a timidez é tão grande que a pessoa passa a evitar qualquer contato social. Para quem sofre tal distúrbio, ir a uma festa ou sair no final de semana para passear com os amigos é uma ideia que causa uma ansiedade tão extrema que o indivíduo não é capaz de fazê-lo.

Causas

A fobia social é um distúrbio ligado à saúde mental. Assim, as causas são muito complexas e variadas, dependendo tanto da intensidade da fobia quanto do indivíduo. Geralmente, a causa relaciona um fator interno com um ambiental.

Levando em consideração a hereditariedade, a fobia social é comum em pessoas da mesma família. Pelos estudos realizados sobre o tema, ainda não está claro se tal fator está relacionado com a genética ou não, apenas se sabe que é comum observar o distúrbio em familiares.

Outro fator que deve ser levado em conta ao considerar as causas da doença é a estrutura cerebral, a amígdala principalmente, pois ela é a estrutura responsável pela formação e controle das emoções humanas. Quem apresenta tal estrutura mais ativa é mais susceptível a desenvolver a fobia social, pois tem maior sensação de ansiedade e insegurança nos momentos de socialização.

Um terceiro fator relacionado ao distúrbio seria o meio ambiente. A fobia social está muito mais relacionada às causas externas do que às genéticas. Assim, é possível dizer que tal distúrbio é um comportamento aprendido ao longo da vida. A forma de educação recebida dos pais também pode estar relacionada com a causa da doença.

Sintomas

- PUBLICIDADE -

A timidez ou sensação de desconforto em eventos sociais não são sintomas da fobia social. É comum qualquer um apresentar tais sinais em diferentes intensidades de acordo com a personalidade de cada pessoa. Os sintomas da fobia vão muito além, pois retratam um nervosismo diário acompanhado da sensação de medo e ansiedade. Isso afeta diretamente na rotina diária da pessoa e compromete sua qualidade de vida.

Os principais sintomas quanto à fobia se concentram em emoções muito acentuadas. Assim, o portador do distúrbio deve demonstrar medo em situações sociais e até mesmo características físicas que demonstrem constrangimento, como rubor na pele, sudorese profunda e voz trêmula.

Outra característica das pessoas vítimas da fobia social é analisar suas decisões e julgarem-se muito negativamente. Grande ansiedade por um evento ou atividade diária também pode gerar muito desconforto.
Fisicamente, alguns sintomas que podem ser notados são: batimento cardíaco acelerado, dor no estômago ou náuseas, problemas para recuperar o fôlego, tontura ou vertigem, confusão, diarreia e tensão muscular.

Tratamento

Antes de buscar tratamento, o paciente deve ir atrás de um médico para que ele dê o diagnóstico correto. Se a fobia social for confirmada, há duas formas mais comuns de tratá-la.

A primeira delas é com acompanhamento psicológico. A psicoterapia costuma diminuir os sintomas e afetar positivamente na qualidade de vida da pessoa. É importante que, durante a terapia, o paciente aprenda a reconhecer seus pensamentos negativos para então poder mudá-los.

Outra opção é partir para o uso de medicamentos. Os inibidores da recaptação da serotonina são os mais utilizados para o tratamento da fobia social. Porém, o médico deverá analisar qual é o mais indicado e com menos efeitos colaterais para o paciente.



PUBLICIDADES


Deixe um Comentário

Antes de enviar seu Comentário, faça o cálculo abaixo: * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

Powered by WordPress | Designed by: Best SUV | Thanks to Toyota SUV, Ford SUV and Best Truck