HEMORRÓIDAS – FISSURA E FÍSTULA ANAL – ABSCESSOS ANORRETAIS

Por: Clara Isabela Pereira | Texto Aprovado pelo Conselho Médico do MediFoco
Atualizado em 25/02/2015

PUBLICIDADE
Doenças do ânus

 

As hemorróidas podem ser internas ou externas. As internas tornam-se sintomáticas quando sua estrutura de suporte “enfraquece” e o a parte vascular prolapsa. É encontrada com maior frequência em indivíduos com história de constipação intestinal, com fezes endurecidas normalmente.

São divididas em quatro graus: 1º grau – ocorre sangramento com a evacuação; 2º grau – a hemorroida prolapsa com a evacuação mas retorna espontaneamente; 3º grau – a hemorroida prolapsa através do canal anal a qualquer momento, principalmente aos esforços e são reduzidas manualmente; 4º grau – as hemorroidas são prolapsadas permanentemente. O sangramento das hemorroidas internas é indolor. O diagnóstico é realizado pela anuscopia ou retossigmoidoscopia. O tratamento é baseado no grau da doença. A hemorroida externa geralmente não causa sintoma e o tratamento geralmente não é cirúrgico.

A fissura anal é considerada como uma úlcera longitudinal localizada no canal anal. Acomete em igual proporção homens e mulheres. Não tem causa definida. Trauma durante a evacuação e diarreia intensa podem desencadear a formação da fissura. O principal sintoma é a dor anal precipitada pela evacuação. São consideradas crônicas quando possuem mais de seis meses de evolução. São recomendadas medidas dietéticas tanto para as fissuras agudas quanto para as crônicas. As fissuras agudas respondem bem ao tratamento dietético somado ao banho de assento e uso de emolientes fecais. Já o tratamento padrão-ouro das fissuras crônicas é cirúrgico.

- PUBLICIDADE -

As fístulas são definidas como uma comunicação anômala entre o epitélio intestinal e a pele. É considerada completa quando se identifica o seu orifício interno, seu trajeto e seu orifício externo. O principal sintoma é a drenagem de secreção seropurulenta com odor fétido pela região perianal. o tratamento é cirúrgico e tem como objetivos eliminar a fístula, prevenir sua recorrência e preservar a continência.

Os abscessos anorretais são ocasionados geralmente por doença supurativa anorretal que causa infecção das glândulas anais. Uma vez formado, o abscesso tem como consequência o surgimento de uma fístula anal. São classificados de acordo com a localização em: perineal, isquiorretal, interesfincteriano, pelvirretal ou supraelevador e intermuscular. O mais comum é o perineal e o menos frequente é o intermuscular. O abscesso é extremamente doloroso, apresentando vermelhidão e um abaulamento pequeno localizado na margem anal. O tratamento é eminentemente cirúrgico e consiste em drenagem.

Home Forum HEMORRÓIDAS – FISSURA E FÍSTULA ANAL – ABSCESSOS ANORRETAIS

Visualizando tópico 1 (de 1 do total)
Visualizando tópico 1 (de 1 do total)


PUBLICIDADES


Deixe um Comentário

Antes de enviar seu Comentário, faça o cálculo abaixo: * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

Powered by WordPress | Designed by: Best SUV | Thanks to Toyota SUV, Ford SUV and Best Truck