HERPES GENITAL | Fotos – Sinais – Sintomas – Transmissão

Por: Clara Isabela Pereira | Texto Aprovado pelo Conselho Médico do MediFoco
Atualizado em 24/06/2013

PUBLICIDADE
Herpes Genital

 

Infecção dos órgãos genitais externos pelo herpes vírus humano, podendo acometer a pele ou a mucosa da região genital. A transmissão ocorre pelo contato sexual.

FORMAS CLÍNICAS:

– Herpes genital primário: infecção inicial pelo herpes vírus humano. Não há produção anterior de anticorpos contra o vírus;
– Herpes genital não primário: infecção anterior comprovada por sorotipo do herpes vírus humano, primeiro episódio de comprometimento genital;
– Herpes genital recorrente ou secundário: reativação de infecção latente, geralmente com comprometimento genital anterior.

FATORES DESENCADEANTES:

Os principais fatores desencadeantes do herpes genital são: traumatismo genital, menstruação, infecção intercorrente, estresse emocional, queda da resistência.

SINAIS E SINTOMAS:

O paciente com herpes genital pode apresentar dor local em queimação (mais intensa no episódio primário), cefaléia, mal estar, mialgia (dor muscular), elevação da temperatura é rara, disúria (dor ao urinar) no sexo feminino, dispareunia (dor na relação sexual), adenopatia inguinal, vesículas com base eritematosa bilaterais, que ulceram, formam crostas e sofrem resolução espontânea em até 21 dias.

FOTOS:

Selecionamos algumas fotos para melhor entendimento do Herpes Genital.

Atenção:

Essas imagens abaixo podem ser consideradas ofensivas. Clique para visualizá-las:

 Foto Herpes Genital     Foto Herpes Genital     Foto Herpes Genital

- PUBLICIDADE -

OUTRAS DOENÇAS QUE PODEM CONFUNDIR COM HERPES GENITAL:

– Sífilis primária;
– Cancro mole;
– Linfogranuloma venéreo;
Escabiose;
– Molusco contagioso;
Dermatite de contato;
– Candidíase;
Herpes zoster;
– Síndrome de Behçet;
– Síndrome de Stevens-Johnson.

EXAMES COMPLEMENTARES:

– Cultura tecidual viral do líquido das vesículas ou de úlceras;
– Citologia de esfregaço colhido por raspado na borda da úlcera;
– Imunofluorescência direta de material colhido na borda da úlcera;
– Radioimunoensaio;
– Reação de fixação do complemento.

COMPLICAÇÕES:

Corrimento vaginal;
– Transmissão ao recém-nascido durante passagem pelo canal do parto;
– Risco aumentado de infecção pelo HPV;
– Retenção urinária;
– Infecção secundária;
Meningite asséptica.

TRATAMENTO:

Usar analgésicos, anestésico tópico pode ser necessário para alívio da dor durante as micções. No herpes genital primário ou primeiro episódio deve ser utilizado Aciclovir; em casos graves Aciclovir ou Valaciclovir. Nos episódios recorrentes o tratamento é realizado com Fanciclovir.

PREVENÇÃO, EVOLUÇÃO E PROGNÓSTICO:

A prevenção é feita com uso de preservativo em toda relação sexual quando um dos parceiros já teve herpes genital. O herpes primário tem resolução dos sintomas em 14 a 21 dias. A infecção latente sofre recidiva em pelo menos 50% dos pacientes. Algumas condições podem estar associadas, como: herpes labial, sífilis, blenorragia, uretrite/cervicite não gonocócica, verrugas genitais, AIDS, tricomoníase.



PUBLICIDADES


One Response para o texto: “HERPES GENITAL | Fotos – Sinais – Sintomas – Transmissão”

  1. Luiza disse:

    Duvida!! tenho um parceiro que atualmente veio apresentando no órgão genital dele umas bolinhas brancas,eu sempre usei camisinha com ele tem como eu pega????

Deixe um Comentário

Antes de enviar seu Comentário, faça o cálculo abaixo: * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

Powered by WordPress | Designed by: Best SUV | Thanks to Toyota SUV, Ford SUV and Best Truck