HIPOTIREOIDISMO | SUA TIREÓIDE MERECE ATENÇÃO!

Por: Dr. Eduardo Machado de Carvalho | Texto Aprovado pelo Conselho Médico do MediFoco
Atualizado em 29/07/2015

PUBLICIDADE
Tireóide

 

O hipotireoidismo é uma síndrome clínica resultante da diminuição ou da ação inadequada dos hormônios produzidos pela glândula tireóide, é o distúrbio mais comum da tireóide. Algumas pessoas confundem o hipotireoidismo com o hipertireoidismo, que é quando se tem o aumento dos hormônios da tireóide. A glândula tireóide está localizada na região anterior do pescoço, tem o formato de uma borboleta e é responsável pela produção de dois hormônios principais, o T3 (triiodotironina) e T4 (tetraiodotironina) que são essenciais para o funcionamento de todo o organismo.

A principal causa de hipotireoidismo ocorre devido à tireoidite crônica linfocítica ou mais conhecida como tireoidite de Hashimoto. As doenças da tireóide possuem predisposição genética, cerca de 40% das pessoas com hipotireoidismo referem história familiar de doença na glândula tireóide.

O que é a tireoidite de Hashimoto?

Como já mencionado, a tireoidite de Hashimoto é a principal doença que ocasiona o hipotireoidismo, sendo que em 95% dos casos acometem mulheres preferencialmente entre trinta e cinquenta anos. É de origem autoimune, ou seja, nosso próprio sistema de defesa não reconhece a tireóide e produz anticorpos que atacam e destroem a glândula, levando desta forma ao hipotireoidismo.

A tireoidite de Hashimoto é uma doença silenciosa, o indivíduo que possui não sente dor e somente irá perceber os sintomas quando apresentar a queda hormonal, que neste caso é o hipotireoidismo.

Quais os sinais ou sintomas do hipotireoidismo?

- PUBLICIDADE -

Indivíduos que estão em hipotireoidismo podem desenvolver diversos sinais e sintomas, visto que os hormônios da tireóide atuam em todos os órgãos. Algumas pessoas sentem cansaço ou falta de energia, o que são sintomas inespecíficos e comuns em diversas outras doenças. Outras manifestações comuns são: pele seca, diminuição da memória, intolerância a temperaturas frias, unha frágil e quebradiça, queda de cabelo, depressão, queda das sobrancelhas, inchaço em torno dos olhos, intestino preso entre outros.

Como posso descobrir se estou em hipotireoidismo?

O médico pode diagnosticar o hipotireoidismo usando um simples exame de sangue com dosagem dos hormônios da tireóide.

Quem deve fazer o exame para investigar o hipotireoidismo?

Os exames para investigação do hipotireoidismo são particularmente importantes nas seguintes situações: idade acima dos 30 – 35 anos (principalmente mulheres), histórico familiar de doença na tireóide, mulheres que querem engravidar ou que tenham recém-descoberto a gestação, histórico pessoal de diabetes do tipo 1 ou outras doenças autoimunes, obesidade mórbida, positividade no sangue para anticorpos contra a tireóide (ex: anti-TPO), infertilidade, parto prematuro, aborto espontâneo, radiação prévia de cabeça ou pescoço, histórico de cirurgia na tireóide.

Como é realizado o tratamento do hipotireoidismo?

O tratamento deve ser realizado por um médico endocrinologista e consiste em ingerir um comprimido por via oral, o qual possui o hormônio tireoidiano e deve ser administrado diariamente em jejum. O objetivo do tratamento para o hipotireoidismo é normalizar os hormônios tireoidianos no sangue, aliviando assim os sintomas.



PUBLICIDADES


Deixe um Comentário

Antes de enviar seu Comentário, faça o cálculo abaixo: * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

Powered by WordPress | Designed by: Best SUV | Thanks to Toyota SUV, Ford SUV and Best Truck