HPV – O Vírus Papiloma Humano

Por: Lorena Bastos | Texto Aprovado pelo Conselho Médico do MediFoco
Atualizado em 02/04/2015

PUBLICIDADE
Vacina hpv

 

O HPV é um vírus característico por se abrigar na pele e mucosas humanas, como vagina, colo do útero, vulva e pênis, transmitido por vias sexuais, tratando-se, portanto, de uma DST (doença sexualmente transmissível).

As mais conhecidas formas de transmissão do vírus é através da ausência de preservativos durante a cópula e por meio do parto – quando o vírus é transmitido da mãe para o filho.

Apesar de ainda não haver cura para o HPV, ele pode ser controlado. No entanto, é preciso consciência por parte de todos os portadores da doença, pois quando não tratado, o vírus pode acabar por desenvolver o câncer de colo do útero.

O fato é que 99% das mulheres que contém este tipo de câncer, está infectada com o HPV.

Sintomas da infecção pelo HPV

O vírus papiloma humano pode apresentar sintomas clínicos ou subclínicos.

Entre os clínicos, podemos citar o aparecimento de verrugas genitais, coceira, queimação, dor e sangramento, que espalham-se rapidamente. Os ferimentos também podem se apresentarem na boca e garganta do infectado.

Entre os sintomas subclínicos, estão as lesões no colo do útero, regiões perianal e pubiana e ânus. Estes não são visíveis a olho nu.

Diagnóstico & Exames para o HPV

O diagnóstico do HPV é feito através de exames ginecológicos e laboratoriais. Entre eles, os principais são o Papanicolau e a Colposcopia.

  • Papanicolau: é um exame preventivo comum responsável por detectar as deformações que o HPV causa nas células, e até mesmo um possível câncer. No entanto, não consegue identificar a presença do vírus.
  • Colposcopia: exame que mostra possíveis ferimentos na vagina, colo do útero e vulva através de um aparelho que aumenta a visão do médico entre 10 a 40 vezes.

Prevenção do HPV

- PUBLICIDADE -
  1. Utilizar camisinha, tanto a feminina quanto a masculina, em todos os tipos de relações sexuais.
  2. Ser vacinado (a) com a “vacina quadrivalente”, que previne seu sistema contra os vírus HPV 6, 11, 16 e 18, ou “vacina bivalente”, que previne seu sistema contra os vírus HPV 16 e 18.
  3. Realizar frequentemente os exames preventivos, como o Papanicolau.
  4. Fortalecer o sistema imunológico do seu organismo evitando fumar, ingerir bebidas alcoólicas em excesso e usar drogas. Essas atitudes o tornam mais susceptível ao vírus HPV.

Tratamento & Cuidados do HPV

Majoritariamente, o vírus HPV é uma doença assintomática e suprimida espontaneamente pelo organismo. Porém, 30% a 40% das pessoas apresentam as verrugas genitais, que podem ser tratadas.

O tratamento requer paciência e dedicação, já que as verrugas podem reaparecer novamente (50% dos casos), sendo necessário reaplicar os produtos durante semanas ou meses. Estes produtos seriam substâncias químicas específicas para eliminação das verrugas, receitadas pelo médico responsável. Há também a possibilidade do tratamento ser realizado através de laser, cirurgia ou congelamento (crioterapia).

É muito importante utilizar preservativos em todas as relações sexuais para impedir a transmissão das DST. Além disso, qualquer contato sexual pode transmitir o vírus, incluindo o sexo oral e a masturbação. Portanto, tomar vacina contra o HPV é necessário para se prevenir dos sintomas e possíveis doenças ocasionadas pelo vírus papiloma humano.



PUBLICIDADES


Deixe um Comentário

Antes de enviar seu Comentário, faça o cálculo abaixo: * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

Powered by WordPress | Designed by: Best SUV | Thanks to Toyota SUV, Ford SUV and Best Truck