INTOLERÂNCIA A LACTOSE | Causas – Sintomas e Tratamento

Por: Tiago Zenero | Texto Aprovado pelo Conselho Médico do MediFoco
Atualizado em 27/05/2014

PUBLICIDADE
Cólica - Intolerancia a lactose

 

A intolerância a lactose é a incapacidade parcial ou total de alguns indivíduos em digerir a lactose, um tipo de açúcar encontrado no leite e em produtos lácteos. Isso acontece porque essas pessoas produzem em quantidade insuficiente ou não produzem a lactase, enzima responsável por quebrar e decompor a lactose no organismo humano. Assim, a lactose chega ao intestino grosso inalterada e tem que ser fermentada por bactérias que produzem ácido lático e gases.

É importante diferenciar intolerância a lactose de alergia ao leite. A primeira é um distúrbio digestivo que acontece graças a deficiência do intestino delgado em produzir lactase. A segunda, por outro lado, é uma reação imunológica avessa às proteínas do leite, que geralmente se manifesta depois do indivíduo ingerir certa quantidade de leite ou derivados.

O grau de intolerância varia muito, mas o distúrbio é muito comum. No Brasil, 70 % da população apresentam-no em algum grau, seja leve, moderado ou grave.

Tipos e classificação:

Há três tipos principais na qual a intolerância a lactose é dividida. São eles:

Deficiência congênita: é um problema genético, assim a criança já nasce com algum problema que evita a produção da lactase, tal tipo é considerado crônico e muito raro de acontecer.

Deficiência primária: acontece uma diminuição natural e progressiva na produção da enzima lactase, começando na adolescência até o final da vida, tal tipo é o mais comum de acontecer.

Deficiência secundária: nesse tipo, a produção da lactase é afetada por alguma doença intestinal, tal como diarreias, síndrome do intestino irritável, doença de Crohn, doença celíaca ou alergia à proteína do leite. Nessas situações, a intolerância é temporária e desaparece junto com a doença causadora do problema.

- PUBLICIDADE -

Sintomas:

Os sintomas só aparecem caso alguém que seja intolerante a lactose consuma algum produto que contenha a substância. Geralmente, eles acontecem de 30 minutos a 2 horas após a ingestão. Eles passam naturalmente, mas caso o paciente continue ingerindo lactose, os sintomas tendem a se agravarem.

Os sintomas mais comuns são: inchaço abdominal, cólicas, diarréia, flatulência, náusea, ardor anal, assaduras e crescimento mais lento ou perda de peso para bebês ou crianças.

Tratamento:

A intolerância a lactose não é uma doença, então não há um tratamento específico para ela. O paciente consegue viver normalmente adaptando sua dieta e utilizando certos medicamentos.

Alguns produtos lácteos são de mais fácil digestão e podem ser consumidos com moderação por quem apresenta o distúrbio. São eles: leite de manteiga e queijos; produtos lácteos fermentados como iogurte; leite de cabra, o qual deve ser ingerido juntamente com as refeições e suplementado com aminoácidos essenciais e vitaminas se for oferecido a crianças; sorvete, milk-shakes e queijos envelhecidos ou duros; leite e produtos lácteos sem lactose; leite de vaca tratado com lactase para crianças maiores e adultos; fórmulas de soja para crianças com menos de 2 anos; leite de soja ou de arroz para crianças pequenas.

Além disso, há a opção de adicionar enzimas lactase ao leite normal antes de ingeri-lo ou tomar as enzimas em cápsulas.

O leite é um alimento importante em cálcio, então é importante que as pessoas que apresentam intolerância a lactose encontrem outras formas de suprir a necessidade de cálcio do organismo.



PUBLICIDADES


Deixe um Comentário

Antes de enviar seu Comentário, faça o cálculo abaixo: * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

Powered by WordPress | Designed by: Best SUV | Thanks to Toyota SUV, Ford SUV and Best Truck