LARINGITE | Causas – Sintomas e Prevenção

Por: Tiago Zenero | Texto Aprovado pelo Conselho Médico do MediFoco
Atualizado em 21/05/2014

PUBLICIDADE
Laringite

 

Laringite é uma infecção na laringe, onde estão localizadas as cordas vocais. Assim, ela geralmente está associada à rouquidão e à perda da voz. A laringite pode ser um sintoma de outra doença, como um resfriado, bronquite ou mesmo pneumonia. Caso não seja tratada corretamente, é possível que a infecção agrave e chegue a formar um tumor maligno nas cordas vocais.

A infecção é muito comum em crianças, principalmente de 6 meses a 3 anos de idade, mas pode ocorrer em crianças mais velhas também. No Brasil, as épocas mais comuns de manifestação da laringite são durante o outono e o inverno.

Causas e sintomas:

A causa mais comum da laringite é um vírus, que pode ser o mesmo de uma gripe ou resfriado. Outras causas também podem ser a partir de: alergias, infecção bacteriana, bronquite, doença do refluxo gastroesofágico, lesão, produtos irritantes e químicos,
pneumonia.

Portanto, quando um desses fatores ataca a laringe, as cordas vocais inflamam e são infectadas, o que provoca inchamento da região. Além de causar rouquidão e perda de voz, em casos mais graves, a via aérea pode ficar bloqueada.Laringe

Os sintomas consistem basicamente em: febre, rouquidão, nódulos ou glândulas linfáticas inchadas no pescoço, falta de ar, mal estar, tosse seca, dores e coceira na garganta, dificuldade para engolir.

- PUBLICIDADE -

O diagnóstico é feito com base nos sintomas e também com um exame clínico realizado pelo médico. Caso seja necessário, o especialista deverá pedir para o paciente realizar exames como laringoscopia ou exames radiográficos da região do pescoço.

Tratamento e prevenção:

Como a laringite é geralmente causada por vírus, a ingestão de antibióticos não deve auxiliar no tratamento. Assim, o paciente deve procurar o médico que receitá a melhor forma para cuidar da inflamação.

Algumas medidas que podem ser tomadas para aliviar os sintomas são: descansar a voz; utilizar um umidificador no cômodo onde a pessoa deve fazer repouso; tomar descongestionantes e analgésicos; abrir a janela à noite para a entrada de ar fresco, o qual deve reduzir o inchaço nas vias aéreas; ingerir líquidos constantemente.

Dessa forma, a inflamação deve sarar por conta própria, sem que haja a necessidade de um tratamento mais intenso. Em casos raros, contudo, pode haver desconforto respiratório grave. Nessas situações, o médico deve ser consultado imediatamente.

Se o paciente apresentar a laringite crônica, para o tratamento é necessário o uso de radioterapia, quimioterapia e, em alguns casos, cirurgia. Em situações extremamente graves, a operação pode exigir a retirada da laringe. Nesse caso, o paciente perde permanentemente a voz.

A melhor forma de prevenir a laringite é permanecendo saudável, com boa alimentação e sono adequado. Outras formas de precavê-la são: evitar contato com pessoas com infecções respiratórias do trato superior durante a estação dos resfriados e gripes, lavar as mãos com frequência, não esforçar a voz. E para evitar complicações, parar de fumar pode ajudar a prevenir tumores da cabeça e pescoço ou pulmões, que podem levar à rouquidão.



PUBLICIDADES


Deixe um Comentário

Antes de enviar seu Comentário, faça o cálculo abaixo: * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

Powered by WordPress | Designed by: Best SUV | Thanks to Toyota SUV, Ford SUV and Best Truck