MICOSE NAS UNHAS | Cuidados – Sintomas – Tratamento

Por: Tiago Zenero | Texto Aprovado pelo Conselho Médico do MediFoco
Atualizado em 22/04/2015

PUBLICIDADE

 

A onicomicose é uma infecção causada por fungos, também conhecida como micose nas unhas. Ela não é fatal, mas pode causar dor e desconforto no paciente, além de, em alguns casos, levar à perda total da unha. Os fungos podem atacar tanto as unhas dos pés quanto a das mãos. Geralmente, os fungos dermatófitos, os mesmos causadores da frieira e outras infecções nos pelos e na pele, são os que atacam as unhas dos pés; já as leveduras preferem as unhas das mãos.

Transmissão e contágio

Os fungos vivem no meio ambiente, preferencialmente em áreas úmidas e quentes, como banheiros, chuveiros, vestiários e piscinas públicas. Frequentar tais locais sem calçado ou alguma proteção nos pés é um fator de risco para contrair a onicomicose nos membros inferiores.

Apenas o contato com o fungo, contudo, não é suficiente para a contaminação. É necessário que o indivíduo apresente alguma pequena lesão entre a unha e a pele, para que então o fungo consiga alojar-se em tal região. Uma vez ali, é perigoso quando o paciente mantém o local úmido e quente, facilitando assim a multiplicação do fungo.

A onicomicose nos pés é muito mais comum do que nas mãos, pois os pés permanecerem o dia inteiro fechados em calçados que proporcionam um ambiente favorável à proliferação dos fungos, além dos membros inferiores estarem mais expostos aos fungos em piscinas, vestiários ou banheiros. Outra razão para isso é à distância dos dedos dos pés ao coração, pois como estão muito mais longes do que os dedos das mãos, são menos vascularizados, dificultando a chegada de anticorpos e células de defesa às unhas.

Outra forma de contágio, porém muito pouco comum, é a direta de pessoa para pessoa. Compartilhar lixas ou cortadores de unha pode causar tal transmissão, mas é preciso um convívio muito íntimo para a contaminação. Não se transmite a onicomicose apenas tocando na mão ou pé de alguém infectado ou em objetos que a pessoa tenha encostado.

- PUBLICIDADE -

Sintomas e fatores de risco

Os sintomas se baseiam em alterações cosméticas das unhas. Dependendo do fungo e da gravidade da infecção, ela pode ter algumas variações, inclusive causando dores em casos mais graves.Micose unha do pé

Os sinais mais comuns são os seguintes: espessamento nas unhas; fragilidade da unha, deixando-a quebradiça; distorções na forma da unha; perda do brilho, deixando a unha opaca e escura; descolamento da unha em relação ao seu leito na pele.

Alguns fatores além do calor e da umidade ainda podem propiciar a propagação dos fungos. Geralmente, eles dependem do indivíduo e consistem em: diabetes mellitus; idade avançada; HIV; uso de drogas imunossupressoras; problemas imunológicos; histórico familiar de onicomicose; problemas de circulação sanguínea dos membros inferiores; entre outros.

Tratamento

A dificuldade no tratamento da onicomicose se deve ao fato das unhas crescerem muito lentamente e receberem pouco suprimento de sangue. Assim, até recentemente, os resultados dos medicamentos eram pouco eficientes.

Na última década, contudo, com a introdução no mercado de medicamentos orais antifúngicos mais eficientes, os tratamentos melhoraram bastante.

Uma vez curada a onicomicose, o paciente ainda necessita manter o cuidado com a unha, pois a taxa de reinfecção pode alcançar os 50%.



PUBLICIDADES


Deixe um Comentário

Antes de enviar seu Comentário, faça o cálculo abaixo: * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

Medifoco - O Nosso Foco é a sua Saúde