OXITOCINA E ENDORFINA | Hormônios da Felicidade

Por: Iramar Greco | Texto Aprovado pelo Conselho Médico do MediFoco
Atualizado em 30/08/2018

PUBLICIDADE

A Endorfina e a Oxitocina são os neurotransmissores que completam o chamado “quarteto de hormônios da felicidade”; os outros são Serotonina e Dopamina. Os quatro, bem dosados, são responsáveis por sensações de satisfação, prazer e bem-estar.

A Endorfina:

A endorfina é um potente analgésico natural; é a resposta do organismo à dor, ao estresse e à tensão. Ao ser liberada também alivia a ansiedade e a depressão promovendo a sensação de bem-estar.

Os benefícios da endorfina para a saúde são diversos. Fortalece o sistema imunológico; combate os temíveis radicais livres – aqueles que provocam o envelhecimento; aumenta a resistência física, a disposição, a concentração e a memória; melhora o humor e alivia as dores do corpo; além de regular a liberação de outros hormônios.

Estimular a produção de endorfina é mais simples do que se pensa. Exercícios físicos, especialmente os aeróbicos como natação, ciclismo, corrida ou caminhada, são os maiores responsáveis pela liberação desse hormônio; bastam 30 minutos de atividade para se beneficiar com a sensação de felicidade. Sorria muito, sempre, porque outro poderosos estimulante de endorfina é o riso. Dançar, cantar ou trabalhar em equipe também eleva os níveis desse hormônio. Outros estimulantes são: alimentos picantes, chocolate e aromas de baunilha e lavanda.

- PUBLICIDADE -

A Oxitocina:

A oxitocina é conhecida como o hormônio do amor. É ela a responsável pelos vínculos emocionais profundos que criam confiança, intimidade e relacionamentos saudáveis. Esse hormônio, que desenvolve a empatia e o apego, melhora a libido, o desempenho sexual, a sensibilidade, o humor, o convívio social e controla a ansiedade.

Nas mulheres, a oxitocina é responsável pelas contrações uterinas e redução do sangramento durante o parto, além de estimular a produção do leite materno. Nos homens, diminui a agressividade e proporciona comportamento mais amável e generoso.

Produzir oxitocina naturalmente é bem simples: um abraço afetuoso e verdadeiro, generosidade, solidariedade, compaixão, cafunés, carinho, atividades físicas, dar e receber presentes; essas atitudes, que proporcionam prazer, são capazes de aumentar significativamente a produção desse hormônio e promover a sensação de leveza e bem-estar. Em baixa, ela pode gerar depressão, ansiedade exagerada e estresse extremo.

A oxitocina é considerada a líder do quarteto dos chamados hormônios da felicidade. É através dela que os vínculos e relacionamentos profundos se desenvolvem; a partir daí nosso corpo passa a produzir de forma equilibrada os outros hormônios – endorfina, dopamina e serotonina – que, na dose certa, proporcionam a sensação de felicidade.

PUBLICIDADES


Deixe um Comentário

Antes de enviar seu Comentário, faça o cálculo abaixo: *

Medifoco - O Nosso Foco é a sua Saúde