RINITE ALÉRGICA | Agentes causadores, Sintomas e Tratamento

Por: Tiago Zenero | Texto Aprovado pelo Conselho Médico do MediFoco
Atualizado em 20/02/2014

PUBLICIDADE
Rinite Alérgica

 

A rinite alérgica é um conjunto de sintomas que causa alergia, principalmente, no nariz e nos olhos. Ela é hereditária, sendo que se o pai e a mãe biológicos possuem a alergia, a criança tem 50 % de chances de herdá-la. Porém, mesmo em casos que os pais não apresentam a doença, a criança ainda pode manifestá-la.

O nariz é o primeiro lugar aonde as substâncias que chegarão aos pulmões passam. Assim, ele tem a função de filtrar substâncias tóxicas ou que causariam algum mal para os demais órgãos do sistema respiratório.

A obstrução nasal é uma maneira de o organismo barrar tais substâncias, causando espirros e coriza. Isso é um mecanismo de defesa natural de todo o ser humano, independente de apresentar rinite alérgica ou não.

As pessoas que possuem a alergia, ao contrário do que muitos pensam, tem um mecanismo de proteção do sistema respiratório muito desenvolvido. Dessa forma, mesmo sustâncias que não são tóxicas para o nosso organismo são barradas pelo nariz, causando obstrução nasal, espirros e coriza.

Causas e sintomasRinite Alérgica

Os indivíduos que apresentam rinite alérgica podem manifestar os sintomas logo que entram em contato com o a substância que ocasionou alergia, mas também pode acontecer de eles só aparecerem de 4 a 6 horas após o contato.

Os sintomas que diferenciam a rinite alérgica de uma reação a alguma substância tóxica do sistema respiratório é que, no caso da alergia, a pessoa tem espirros constantes, podendo chegar a 20 de uma só vez. Uma coceira intensa também pode surgir no nariz, na garganta ou nos olhos.

- PUBLICIDADE -

Os principais causadores da rinite são pólen, poeira e alguns alimentos. No Brasil, a poeira é o maior inimigo dessa alergia. Ela é constituída, principalmente, por descamação da pele humana e de animais, por restos de pelos de cães e gatos, restos de barata e outros insetos, fungos, bactérias e por ácaros.

O tipo de ácaro mais comum que causa a alergia é o Dermatophagoides ssp., que se alimenta de pele. Assim, ele é encontrado em abundância em locais como a cama e móveis estofados, onde ocorre bastante descamação da pele.

Na maior parte do Brasil, como não há estações definidas, os ácaros são os grandes responsáveis pela alergia. Já no sul ou em países com estações bem diferenciadas, na primavera há maior incidência da rinite do que no resto do ano. Isso acontece por que a polinização das flores é mais abundante nessa época.

Tratamento

O tratamento da rinite alérgica é composto por três fases: higiene ambiental, uso de medicamentos e aplicação de vacinas antialérgicas.

O modo mais fácil de evitar a alergia é eliminando os causadores. Manter ambientes limpos e com a mínima quantidade de poeira possível auxilia no tratamento. Evitar materiais que acumulam poeira, como carpetes, cortinas e bichos de pelúcia, também é indicado.

Caso a limpeza do ambiente não seja suficiente para tratar o paciente, este deve procurara auxílio médico. Há dois tipos de remédios, os que funcionam na prevenção da alergia e aqueles que aliviam os sintomas quando eles já estão presentes. O médico deve decidir qual é o mais indicado para o paciente.

Quando até mesmo o uso de medicamentos não é suficiente para resolver o problema, há uma terceira opção. A aplicação de vacinas é um processo muito longo, mas eficaz. Ele reduz a alergia e, em alguns casos, chega a dispensar o uso de qualquer outro medicamento.



PUBLICIDADES


Deixe um Comentário

Antes de enviar seu Comentário, faça o cálculo abaixo: * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

Powered by WordPress | Designed by: Best SUV | Thanks to Toyota SUV, Ford SUV and Best Truck