TAQUICARDIA | Causas, Tratamentos e Prevenção

Por: Tiago Zenero | Texto Aprovado pelo Conselho Médico do MediFoco
Atualizado em 27/01/2015

PUBLICIDADE
Taquicardia

 

O coração humano é dividido em quatro partes: dois átrios e dois ventrículos. Para o funcionamento do órgão, os dois átrios batem juntos e, logo em seguida, acontece o batimento dos dois ventrículos, também juntos. Um coração sadio e descansado deve bater de 60 a 100 vezes por minuto. Já em situações de estresse ou quando alguém pratica um exercício físico, o ritmo cardíaco pode aumentar para 200 batimentos por minuto ou até mais.

Como tudo isso é um processo natural do organismo, quando a situação que exige alto batimento cardíaco passa, o coração deve voltar ao seu ritmo normal. No entanto, às vezes o coração pode continuar batendo mais rápido em atividades que o músculo deveria estar mais relaxado. Isso é caracterizado por uma disfunção no processo de taquicardia.

Causas e sintomas

As principais causas do batimento acelerado do coração, ou seja, da taquicardia, são: exercícios físicos; sentimentos de preocupação, estresse ou medo; bebidas com cafeína, como café, chá ou refrigerante; fumo ou tabaco de mascar; algumas drogas ilícitas, como a cocaína; estado febril.

Outra situação mais grave que pode levar à taquicardia são problemas no sistema elétrico do coração. Muitas pessoas nascem com tal disfunção, mas ela pode ser adquirida por aqueles que apresentam pressão alta ou outros problemas cardíacos.

Geralmente não há sintomas para a disfunção, apenas pode-se perceber o coração batendo mais rápido, com força, ou parecendo saltar em algumas batidas. Em alguns casos, a palpitação mais rápida torna o processo de bombardeamento do sangue para todo o organismo ineficiente, o que pode gerar tontura, dor no peito, dificuldade para respirar ou desmaio.

- PUBLICIDADE -

Diagnóstico e tratamentos

Para diagnosticar a taquicardia, há um exame que o médico ou enfermeiro pode fazer, chamado eletrocardiograma. O teste mede a atividade elétrica do coração. Para descobrir as causas do batimento acelerado é necessário realizar outros exames mais específicos.

Saber a causa da taquicardia é fundamental para iniciar um tratamento adequado. Para retardar o batimento cardíaco momentaneamente, alguns procedimentos que podem ser tomados é colocar uma bolsa de gelo no rosto ou então induzir o paciente a tossir, isso pode afetar o nervo que controla o batimento cardíaco.

Já para controlar a taquicardia, há outras formas de tratamento, como: medicamentos para controlar a velocidade ou ritmo do batimento cardíaco; cardioversão, um tratamento que envolve a aplicação de uma leve corrente elétrica ao coração para corrigir o seu ritmo; a utilização do desfibrilador cardioversor, que emprega correntes elétricas leves para retomar o coração ao ritmo normal; o marcapasso, o qual envia sinais elétricos para controlar o batimento do coração; tratamentos de ablação, os quais utilizam calor ou frio para destruir uma pequena parte do coração que envia os sinais elétricos anormais; ou ainda uma cirurgia que cria tecido cicatricial no coração, que assim bloqueia o fluxo de sinais elétricos anormais.

Prevenção

Para prevenir a taquicardia, o principal é a mudança de hábitos. Quem consome muita cafeína ou fuma deve parar com tais costumes. É importante também manter o coração saudável através da ingestão de frutas, legumes e produtos lácteos com baixo teor de gordura, caminhadas ou atividades físicas regularmente, manutenção do peso ideal ou perda de peso para quem está sobrepeso.



PUBLICIDADES


Deixe um Comentário

Antes de enviar seu Comentário, faça o cálculo abaixo: * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

Powered by WordPress | Designed by: Best SUV | Thanks to Toyota SUV, Ford SUV and Best Truck