TERAPIA HORMONAL BIOIDÊNTICA

Por: Dr. Eduardo Machado de Carvalho | Texto Aprovado pelo Conselho Médico do MediFoco
Atualizado em 04/02/2015

PUBLICIDADE
Bioidênticos

 

O termo “hormônio bioidêntico” tecnicamente refere-se a um hormônio com a mesma estrutura molecular de um hormônio produzido pelas nossas glândulas endócrinas. No entanto, na cultura popular, o termo refere-se ao uso de esquemas, multi-hormonais personalizado, com ajustes de dose baseado em monitoramento hormonal seriado.

Algumas mulheres na menopausa têm se voltado para esta abordagem devido preocupações em uma melhor segurança e eficácia das preparações hormonais convencionais. No entanto, não há nenhuma evidência para apoiar isso.

A terapia “bioidênticos” geralmente se refere à prescrição de doses individualizadas de hormônios esteróides (como pílulas, géis, comprimidos sublinguais ou supositórios). As mulheres geralmente passam por uma dosagem basal dos hormônios encontrados na saliva; o médico, então, seleciona os hormônios e doses a serem administrado de acordo com os resultados do exame inicial. Os hormônios mais comumente utilizados são: o estradiol, estrona, estriol, progesterona, testosterona e dehidroepiandrostenediona (DHEA). Os ajustes de dose são, então, com base na monitorização seriada dos níveis dos hormônios dosados na salivar ou no sangue.

- PUBLICIDADE -

Hormônios bioidênticos são derivados de extratos de soja e vegetais e são modificados para serem estruturalmente idênticos aos hormônios produzidos pelo nosso organismo. Esta abordagem é a mesma que a utilizada para preparações hormonais da menopausa que são aprovadas e estão comercialmente disponíveis (com exceção do estrogênios conjugados equinos, que são derivados a partir da urina de éguas prenhas).

Os defensores da abordagem “bioidênticos” afirmam que estas preparações são eficazes para os sintomas da menopausa e são mais seguros do que as preparações comercialmente disponíveis. No entanto, uma revisão sistemática da literatura concluiu que, embora alguns desses produtos possam diminuir fogachos (calores da menopausa), não há evidências de que os “hormônios bioidênticos” possuem alguma vantagem sobre terapias hormonais convencionais, além disso, a sua segurança ainda não foi estabelecida.

Em uma declaração de posição, A Endocrine Society afirmou que não há nenhuma evidência científica para apoiar a eficácia ou segurança de hormônios bioidênticos manipulados.



PUBLICIDADES


Deixe um Comentário

Antes de enviar seu Comentário, faça o cálculo abaixo: * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

Powered by WordPress | Designed by: Best SUV | Thanks to Toyota SUV, Ford SUV and Best Truck