TORÇÃO TESTICULAR | Riscos, Sinais e Sintomas

Por: Dr. Henrique Lopes | Texto Aprovado pelo Conselho Médico do MediFoco
Atualizado em 05/05/2015

PUBLICIDADE
Torção do testículo

 

Para melhor entendimento do texto, primeiramente explicaremos a anatomia testicular; Sabemos que é um órgão par (testículo direito e esquerdo) e possuem algumas estruturas que se localizam no interior da bolsa escrotal. Estruturas essas como o canal deferente (de onde vem os espermatozóides), artéria e veia (responsáveis pela vascularização do órgão, levam oxigênio), nervo e vasos linfáticos (que fazem a drenagem do órgão, juntamente com as veias).

Anatomia normal do testículo

A torção testicular é uma emergência cirúrgica que acontece quando o testículo gira em torno do seu próprio eixo, apertando suas estruturas, assim causa uma isquemia (falta de oxigenação) que é responsável pela dor. Pode ocorrer em qualquer idade, mas geralmente ocorre na infância e adolescência.

Sinais e Sintomas:

O paciente submetido a esse quadro pode apresentar:

– Dor abdominal e inguinal (virilha) súbita e progressiva;
– Aumento da região escrotal;
– Aumento da sensibilidade;
– Alguns casos podem ter náusea, vômitos, calafrios e febre;
– Vermelhidão no local;

Atenção:

Essas imagens abaixo podem ser consideradas ofensivas. Clique para
visualizá-las.

- PUBLICIDADE -

Fatores de Risco:

– Testículos retráteis (aqueles que não ficam o tempo todo dentro da bolsa escrotal);
– Malformação (canal deferente alongado);
– Sem causa aparente (espontânea);
– Atividade física severa;

Diagnóstico:

O médico vai armazenar dados clínicos do paciente e contar com ajuda de exame de imagem como a ultrassonografia com Doppler do testículo (nesse exame ele vai ver como está o fluxo sanguíneo na região testicular).

Tratamento:

É importante lembrar que estamos frente a uma emergência médica, pois o testículo não está recebendo oxigênio, ou seja, está isquemiando. Geralmente o quadro tem que ser revertido em até 4-6 horas do início dos sintomas, caso não for possível, o paciente perderá a viabilidade do mesmo (podendo causar infertilidade).

No ato cirúrgico o médico vai avaliar o testículo (ver o grau de isquemia ou necrose), a maioria dos casos o que se faz é só a distorção e fixação (orquipexia) do canal deferente na parede da bolsa escrotal. Quando o testículo é inviável é feita a orquidectomia (retirada do testículo).

Atenção:

Essas imagens abaixo podem ser consideradas ofensivas. Clique para
visualizá-las.

É importante lembrar aos pacientes que já tiveram a torção testicular devem fazer avaliação anualmente com o seu médico. Essa patologia pode trazer complicações como atrofia testicular, espermatogênese (formação dos espermatozóides) anormal e infertilidade.



PUBLICIDADES


Both comments and pings are currently closed.

2 Comentários para o texto: “TORÇÃO TESTICULAR | Riscos, Sinais e Sintomas”

  1. Bruna Foureaux disse:

    Qual a probabilidade de infertilidade em um caso de torção testicular com uma cirurgia feita depois de mais de 24 horas ???
    Urgente.
    Atc.
    Bruna Foureaux

  2. manuela santos da silva mendes disse:

    Meu marido teve torção testícular há 4 anos ele fez a cirugia e tirou o testículo direito,desde então não voltou mais ao médico quero saber se ele pode ter filhos ele se recusar em voltar ao médico o que eu faço?

Powered by WordPress | Designed by: Best SUV | Thanks to Toyota SUV, Ford SUV and Best Truck