TRAUMATISMO NO OLHO

Por: Carla Ciriani Pedroso | Texto Aprovado pelo Conselho Médico do MediFoco
Atualizado em 28/10/2013

PUBLICIDADE
Traumatismo olho

 

É uma emergência oftalmológica, sendo uma causa comum de cegueira em crianças e jovens do sexo masculino. As causas mais comuns são: acidentes domésticos, acidentes de trabalho, acidentes envolvendo a prática esportiva e a violência.

Outras causas: acidentes automobilísticos, principalmente envolvendo airbags e explosões. Deve-se avaliar se houve prejuízo da acuidade visual, imediatamente após o trauma ou se este ocorreu de forma lenta e progressiva.

Se a perda for grave, verificar a projeção da luz, a discriminação de dois pontos e se há defeito pupilar aparente. Deve-se testar a mobilidade e procurar defeitos na órbita e avaliar a forma e o tamanho da pupila em relação ao outro olho (normal). Verificar se existem corpos estranhos, ferimentos, abrasões ou hemorragias. Observar o globo ocular, as pálpebras, incluindo a eversão (levantar) a pálpebra superior.Anatomia do Olho

Usar a oftalmoscopia direta e indireta para observar o cristalino, o vítreo, a papila óptica e a retina. Deve-se evitar a manipulação quando houver ruptura óbvia do globo. Nesse caso deve-se administrar anestesia, mas nesse caso não usar bloqueadores neuromusculares. Usar também antibióticos e analgésicos sistêmicos e indicar cirurgia.

- PUBLICIDADE -

O médico não oftalmologista deve manipular o olho afetado o menos possível, para não danificar mais.

Pode ser classificado em: palpebral (hematoma, laceração e abrasões), fraturas da órbita e trauma do globo ocular. No caso de corpos estranhos intra-oculares o principal sintoma é visão turva ou desconfortável. Deve-se suspeitar quando houver história de martelamento de metal prensado ou explosão.

O tratamento é a remoção do corpo estranho sempre que possível. Se a retina estiver lesada, fazer fotocoagulação para evitar descolamento de retina. As queimaduras por substâncias ácidas são menos graves pois logo criam uma barreira de tecido necrosado que impede a progressão do dano. Já as queimaduras por substâncias alcalinas levam ao aumento da pressão ocular devido à contração da esclera e à lesão da trama trabecular. O tratamento é lavar imediatamente após o acidente,tentar remover o agente com irrigação, uso de analgésicos e anestésicos, uso de esteróides, agentes anti-glaucoma e cicloplégicos.

A prevenção do traumatismo ocular está muito relacionada com o uso de equipamentos especiais para práticas esportivas de risco, assim como o uso de equipamentos de proteção individual no trabalho (óculos de proteção), e também uso de óculos escuros em casos de grande exposição solar ou na neve.



PUBLICIDADES


Deixe um Comentário

Antes de enviar seu Comentário, faça o cálculo abaixo: * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

Powered by WordPress | Designed by: Best SUV | Thanks to Toyota SUV, Ford SUV and Best Truck