TRIGLICERÍDEOS ALTO | Sintomas – Causas – Dieta

Por: Tiago Zenero | Texto Aprovado pelo Conselho Médico do MediFoco
Atualizado em 14/09/2015

PUBLICIDADE
Triglicerídeos alto

 

Triglicerídeos são substâncias de gordura presentes no sangue, comum em todas as pessoas. Apresentar até 150 mg de triglicerídeos por dL de sangue é considerada uma taxa normal, já casos em que a pessoa apresenta índice mais elevado da substância, significa que o nível está alto e pode gerar algumas complicações.

Pessoas com níveis elevados de triglicerídeos estão mais propensas a apresentar ataques cardíacos, derrames e outros problemas de saúde. Além disso, podem também apresentar inflamação no pâncreas (pancreatite), órgão responsável por produzir hormônios e fluidos para auxiliar na digestão do alimento.

Qual a taxa normal dos triglicerídeos?

  • Normal – abaixo de 150 mg/dL;
  • Moderado – entre 150 e 199 mg/dL;
  • Elevado – entre 200 e 499 mg/dL;
  • Muito elevado – maior ou igual a 500 mg/dL.

Quais os sintomas dos triglicerídeos altos?

O aumento dos triglicerídeos não causa qualquer sintoma, somente o exame de sangue é capaz de demonstrar o seu aumento.

Quais são as causas dos triglicerídeos alto?

Os triglicerídeos podem se elevar por vários motivos. Algumas pessoas apresentam alterações genéticas que predispõem a este aumento, nestes casos é comum encontrar familiares com triglicerídeos altos. Outras desenvolvem o aumento dos triglicerídeos devido a erros alimentares, uso de algumas medicações ou à presença de determinadas doenças.

Algumas doenças que causam aumento dos triglicerídeos são: Obesidade, diabetes mellitus, hipotireoidismo, doenças nos rins.

Outras causas são: Dieta rica em gorduras, consumo excessivo de álcool, gravidez.

Como proceder em caso de alto nível de triglicerídeo?

Caso o médico identifique o paciente com altos níveis de triglicerídeos no sangue, é importante a pessoa se informar dos riscos de ataque cardíaco e derrame. O primeiro passo é tomar medidas que possam prevenir essas complicações. Dentre elas, estão: evitar o uso de cigarros, não se manter com sobrepeso, ter cuidado com doenças como diabetes.

Algumas situações de risco que merecem maior atenção são: pressão arterial elevada, histórico de doença cardíaca na família, idade avançada, o paciente ser do sexo masculino.

- PUBLICIDADE -

Medicamentos e tratamento

Nem todo mundo que apresenta alto nível de triglicerídeos no sangue necessita tomar medicamentos. O médico ou especialista deverá fazer o diagnóstico para então prescrever o melhor tratamento. Alguns fatores que devem ser levados sem consideração incluem a idade do paciente, o histórico familiar de doenças e outros problemas de saúde.

Já pessoas que apresentam doença cardíaca coronária, na grande maioria dos casos, precisam do uso de remédios para reduzir a taxa de triglicerídeos no sangue. Os medicamentos para diminuir os níveis dessas substâncias, geralmente, incluem fenofibrato, ácido nicotínico ou óleo de peixe.

Por outro lado, as estatinas são remédios utilizados para reduzir o risco de ataques cardíacos ou acidentes vasculares cerebrais e diminuir o nível de colesterol no organismo. É importante que os pacientes com alta taxa de triglicerídeos no sangue também verifiquem os níveis de colesterol, pois, em grande parte dos casos, esses dois índices elevados estão relacionados às mesmas causas.

É recomendado, contudo, que os pacientes tentem reduzir as taxas de triglicerídeos no sangue sem o uso de medicamentos. Isso é possível por meio de algumas medidas, que incluem: perder de peso no caso de sobrepeso; praticar exercícios físicos regularmente; evitar alimentos e bebidas com muito açúcar e carboidrato, como pão branco, suco de frutas, refrigerantes e doces; evitar a ingestão de carne vermelha, manteiga, fritura, queijo, óleos e nozes; controlar o consumo de álcool, principalmente para os pacientes do sexo masculino, que estão mais propensos a desenvolverem as complicações.

Dieta para os triglicerídeos alto – Como diminuir os triglicerídeos através da dieta?

Indivíduos com triglicerídeos elevados devem evitar alimentos ricos em carboidratos e gorduras. Devem priorizar os alimentos ricos em fibras e evitar os ricos em gorduras saturadas. Dê preferência aos alimentos integrais, tal como o arroz integral e as massas à base de trigo integral. Nas bebidas, evite o álcool e prefira os refrigerantes sem açúcar. O leite deve ser o desnatado, o qual possui menor teor de gordura.



PUBLICIDADES


Deixe um Comentário

Antes de enviar seu Comentário, faça o cálculo abaixo: * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

Powered by WordPress | Designed by: Best SUV | Thanks to Toyota SUV, Ford SUV and Best Truck