TUMOR NO ESTÔMAGO | Adenocarcinoma gástrico

Por: Marina Zanetti | Texto Aprovado pelo Conselho Médico do MediFoco
Atualizado em 15/09/2012

PUBLICIDADE
Câncer de estômago

 

Os tumores no estômago podem ser benignos ou malignos. O tipo mais frequente de câncer gástrico (tumor maligno) é o Adenocarcinoma, sua incidência ainda é alta, mas está diminuindo.

Há grande relação com alimentação incorreta, principalmente quando rica em sal e conservantes (alimentos industrializados).

Sintomas:

A sintomatologia varia de acordo com a fase que o tumor se encontra:

Se em fase inicial o sintoma mais freqüente é dispepsia (desconforto abdominal), mas se em fase mais adiantada os sintomas são dor na região epigástrica (região da “boca do estômago”) e emagrecimento sem causa aparente.

Classificação:

Há diversas classificações para os Adenocarcinomas, sendo as principais delas:

Classificação de Boormann: classifica os tumores de acordo com sua forma macroscópico (visível a olho nu).

– Boormann 1: é uma lesão polipóide ou vegetante e é bem delimitada.

– Boormann 2: é uma lesão ulcerada (como uma ferida aprofundada), de bordas elevadas e também é bem delimitada.

– Boormann 3: é uma lesão também ulcerada, porém infiltrativa (não é mais delimitada). È úlceroinfiltrativa.

– Boormann 4: é uma lesão totalmente infiltrativa, em que não é possível distinguir um limite nítido entre mucosa normal e o tumor.

    Classificação de Lauren: classifica os tumores de acordo com seus aspectos microscópicos (não visíveis a olho nu):

    - PUBLICIDADE -

    – Tipo Intestinal: é a forma mais comum, tem maior freqüência de ocorrer no antro do estômago e está relacionado com fatores ambientais, tem preferência por pessoas do sexo masculino.
    – Tipo difuso: geralmente tem origem genética, podendo ser hereditário, é maior sua ocorrência no fundo do estômago, mas não tem preferência por sexo.

    O diagnóstico é dado por um médico Gastroenterologista, que solicita um exame chamado endoscopia digestiva alta, e através dela realiza uma biópsia. Juntamente com o quadro clínico, a anamnese (interrogatório médico) e o exame físico, o médico define o melhor diagnóstico através das classificações de estadiamento do tumor e também o tratamento mais adequado.

    Tratamento:

    O tratamento é realizado de acordo com a fase em que é descoberto o tumor, caso seja descoberto ainda precoce pode ser realizado uma Endoscopia com o intuito de ressecção apenas da lesão, porém quando a descoberta é feita em estágio mais avançado é necessário a realização de tratamento cirúrgico, a gastrectomia que é a retirada do estômago.

    Na maioria das vezes, infelizmente este tipo de câncer é descoberto tardiamente devido ao fato da sintomatologia ser pouca e comum a diversas patologias do trato digestório, por esse motivo passa a ser mais comum o tratamento cirúrgico.



PUBLICIDADES


2 Comentários para o texto: “TUMOR NO ESTÔMAGO | Adenocarcinoma gástrico”

  1. rosicler disse:

    Meu namorado descobriu q está com tumor no estômago, exames deram positivo e o procedimento foi uma cauterizaçãO. gostaria saber o pq desse procedimento. Ah ele me disse que já foi feito essa cauterização pela segunda vez…

  2. josmari dos sanos gamat disse:

    ola venho sentindo azia ha mais ou menos tres anos meu gastro so passava omeoprazol. Ha mais ou menos 3 meses começei a resolvi mudar mesentir bolo ao me alimentar entao dico e esse me pediu endoscopia to me foi diagnosticado adenocarcinoma gastrico. Nao sinto mal estar nenhuma n tenho nodulos n tenho anoressia a unica coisa k sinto e bolo ao alimentar como posso saber se estou na faze inicial ou nao. Ja estou fazendo eame pre operatorio

Deixe um Comentário

Antes de enviar seu Comentário, faça o cálculo abaixo: * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

Powered by WordPress | Designed by: Best SUV | Thanks to Toyota SUV, Ford SUV and Best Truck