SEMENTE DE CHIA | Benefícios e Cuidados

Por: Iramar Greco | Texto Aprovado pelo Conselho Médico do MediFoco
Atualizado em 25/06/2019

PUBLICIDADE

Os “poderes” da semente de Chia já eram conhecidos de antigas civilizações que habitaram a América Latina. Também chamada de Salvia hispânica, a semente é originária da região que vai dos Andes ao sul do México e foi ingrediente fundamental na alimentação dos povos Asteca e Maia. A chia era consumida especialmente pelos guerreiros, que buscavam força e resistência física.

Riquíssima em nutrientes, a chia é considerada um superalimento funcional com alto poder de nutrição e muitos benefícios para a saúde e o bem-estar.

As propriedades e benefícios da chia

A semente de chia é excelente para o bom funcionamento do intestino, o fortalecimento dos ossos, o controle do colesterol, triglicérides e da pressão arterial, o combate à anemia, a reconstrução e manutenção da massa muscular. Também mantem saudável as funções cerebrais, fortalece o sistema imunológico, ajuda no emagrecimento, reduz a ansiedade e promove desintoxicação do organismo.

A semente de chia contém:

  • Cálcio: essencial para a formação da massa óssea e prevenção da osteoporose; a chia é boa opção para as pessoas que apresentam intolerância à lactose;
  • Ferro: indispensável para combater a anemia; a semente tem três vezes mais ferro do que os famosos vegetais verdes, como o espinafre;
  • Magnésio: responsável pelo funcionamento do cérebro e ligações cognitivas;
  • Potássio: nutriente que atua na ação muscular e previne câimbras;
  • Zinco: bom para a visão, paladar e olfato; melhora a imunidade, libera o hormônio do crescimento e ajuda na formação de colágeno;
  • Cobre: facilita a absorção do ferro, atua na formação da hemoglobina, de elastina e do colágeno;
  • Vitamina A: melhora o sistema imunológico e protege olhos e pele contra o processo de envelhecimento;
  • Vitaminas do complexo B: são fundamentais para o sistema nervoso, o metabolismo das células e o funcionamento do nosso organismo como um todo.

Além de altamente nutritiva a semente de chia é ótima fonte de proteína, manganês e antioxidantes que ajudam a neutralizar os radicais livres retardando o envelhecimento celular e o aparecimento de diversas doenças.

A chia, apesar de calórica, também ajuda na perda de peso, porque proporciona sensação de saciedade, e evita a formação da temida gordura localizada.

Cuidados e contra indicação da semente de chia:

Apesar de todos os seus benefícios, o consumo de sementes de chia requer cuidado e é contraindicada em alguns casos específicos.

Ninguém deve ingerir as sementes secas. O grão, que tem alto grau de absorção de água, pode se expandir no esôfago provocando dificuldade em engolir e, até mesmo, risco de asfixia.

E mais, quem toma medicamentos de uso contínuo deve prestar atenção em possível interação medicamentosa. As maiores contraindicações são para:

  • Quem usa medicamentos para diabetes ou problemas de pressão arterial, alta ou baixa. Nesses casos a chia pode potencializar ou diminuir os efeitos dos remédios;
  • Quem sofre com síndrome do intestino irritável. O consumo de chia deve ser limitado, pois seu alto teor de fibras pode trazer complicações;
  • Quem tem qualquer tipo de problema renal. A ingestão da semente pode aumentar o risco de cálculo renal;
  • Quem faz uso de anticoagulantes. Nesse caso, o consumo de chia deve ser evitado porque a semente pode potencializar o efeito do remédio.

A semente de chia pode ser encontrada em três formas: óleo, farinha e grão. O óleo é uma ótima opção para temperar saladas e outros pratos. A farinha ou o grão podem ser usados em iogurte, coalhada, sucos, vitaminas, e outras receitas.

A porção máxima, diária, não deve ser superior a 25 gramas, ou uma colher de sobremesa.

PUBLICIDADES


Deixe um Comentário

Antes de enviar seu Comentário, faça o cálculo abaixo: *

Medifoco - O Nosso Foco é a sua Saúde